Quebra de safra aumenta dependência do trigo argentino

ESTATÍSTICA

Quebra de safra aumenta dependência do trigo argentino

“Neste mês de novembro o navio Discoverer deixou 10.076 toneladas de trigo argentino em Rio Grande"
Por: -Leonardo Gottems
543 acessos

A quebra de qualidade da safra brasileira, a dependência de trigo argentino para a produção de farinhas melhores para panificação e especiais está aumentando consideravelmente. De acordo com o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, s preços dos trigos dos EUA, Canadá e mesmo a Rússia são maiores do que o dos nossos vizinhos. 

“Neste mês de novembro o navio Discoverer deixou 10.076 toneladas de trigo argentino, trazidas pela Cargill, no porto gaúcho de Rio Grande em plena colheita da safra 2018/19. Em Santos, estão programadas mais de 120 mil toneladas para desembarque em dezembro e os moinhos do Oeste do PR já estão comprando trigo que será trazido por via fluvial, em barcaças, para Foz do Iguaçú”, informou o analista. 

Nesse cenário, ele afirma que é razoável se acreditar que os preços do trigo no Brasil, a partir de janeiro de 2019, acompanharão os preços do trigo argentino CIF moinhos, talvez com um pouco de deságio normal, devido ao câmbio, mas bem próximos. A possibilidade é de chegarem ao redor de US$ 270/t ou R$ 1.300,00/ton no Brasil, com os custos de transferência da mercadoria. 

“Este ‘acompanhamento’, que os técnicos chamam de ‘paralelidade dos mercados’ é que permite se pensar em fazer cobertura agora sobre as possíveis altas esperadas para o trigo argentino, que deverão se iniciar em dezembro e se acentuar de janeiro em diante”, comenta Pacheco. 

Assim, se os preços do mercado físico subirem e na mesma medida em que subirem, subirão os contratos do mercado futuro e quem comprou estes contratos irá ganhando a diferença da alta nos preços que ocorrer também no mercado físico, compensando uma coisa com a outra.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink