Quebra na safra de soja também vai prejudicar as exportações
CI
Agronegócio

Quebra na safra de soja também vai prejudicar as exportações

Por:

Por ora, os preços da soja ainda compensam, pois os estoques mundiais estão baixos. Para a reposição nos níveis normais, é necessário não haver quebra de safra nos EUA - o que vem ocorrendo há cinco anos -, no Brasil e na Argentina. Juntos, esses países deixaram de produzir 30 milhões de toneladas neste ano.

A quebra da safra neste ano deverá derrubar o saldo líquido das receitas com a soja dos US$ 13 bilhões estimados para US$ 11 bilhões a US$ 12 bilhões.

Para Victor Nehmi Filho, da FNP, a perda será compensada por outros produtos, como algodão, álcool e carnes. Mesmo com a quebra da soja, ele prevê que o país arrecade US$ 6 bilhões a mais neste ano com as exportações do agronegócio.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink