Queimada de cana-de-açúcar irregular é flagrada em fazenda

Agronegócio

Queimada de cana-de-açúcar irregular é flagrada em fazenda

Santelisa diz que incêndio foi criminoso e seu funcionário fazia "contrafogo"
Por:
402 acessos

Uma queimada irregular de cana-de-açúcar foi flagrada ontem pela reportagem da Folha por volta das 17h em um canavial da antiga Usina São Geraldo, hoje pertencente ao grupo Santelisa Vale, localizada na rodovia Armando Sales de Oliveira, em Sertãozinho.

A reportagem viu um funcionário da própria usina, com um maçarico, colocando o fogo no canavial. De acordo com normas da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, no inverno, as queimadas só são autorizadas à noite, das 20h às 6h, com autorização prévia da Cetesb.

Questionado pela reportagem, o funcionário disse que apenas fazia uma ação de contraincêndio, para barrar as chamas provocadas no canavial por um "incêndio criminoso". Próximo ao local do incêndio, estavam parados dois caminhões-pipa da empresa que não estavam sendo usados.

A Santelisa afirmou que era um incêndio criminoso e que os funcionários da usina só controlaram o fogo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink