Rabobank e Governo Holandês realizam investimento sustentável

FLORESTAS

Rabobank e Governo Holandês realizam investimento sustentável

Iniciativa irá disponibilizar US$ 80 milhões para a agricultura sustentável e a conservação florestal
Por:
156 acessos

O Rabobank e o Ministério das Relações Exteriores da Holanda anunciaram recentemente que vão investir no Fundo AGRI3, contribuindo com cerca de US$ 40 milhões cada. Ambas as contribuições irão movimentar o financiamento comercial, que pode ser destinado para a agricultura sustentável e proteção das florestas.

O Fundo AGRI3 foi criado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e pelo Rabobank, em parceria com IDH e apoiado pelo FMO, banco holandês de desenvolvimento empresarial, com o objetivo de mitigar as mudanças climáticas.

A Ministra de Comércio Exterior e Cooperação para o Desenvolvimento da Holanda, Sigrid Kaag, declarou: "O Fundo AGRI3 oferece uma oportunidade única de contribuir para a proteção das florestas e a agricultura sustentável em grande escala, além de ajudar a transformar a atitude do setor financeiro em relação a investimentos sustentáveis".

O  fundo age como um veículo financeiro misto destinado a arrecadar pelo menos US$ 1 bilhão. Além disso, a iniciativa oferece instrumentos financeiros adicionais de redução de riscos e subvenções para assistência técnica aos principais elementos da cadeia de produção de alimentos.

"Com raízes cooperativas, consideramos que o nosso papel é ajudar os clientes a realizar as mudanças necessárias na cadeia de produção de alimentos", comentou Wiebe Draijer, CEO global do Rabobank. “O fato de o governo holandês apoiar a nossa parceria é uma ajuda mais que bem-vinda. Além da nossa própria contribuição, tenho plena certeza de que essas parcerias estimularão essa mudança."

No Brasil, o Rabobank em parceria com o Fundo AGRI3 realizou, em 2019, um desembolso de R$ 50 milhões para a Usina São Manoel, a fim de financiar projetos que combinam agricultura sustentável, proteção florestal (ou reflorestamento) com redução de emissões de CO2, e contribuir para o desenvolvimento social nas propriedades rurais e seu entorno.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink