Raça Senepol cresce cerca de 50% nos últimos 3 anos no Brasil
CI
Agronegócio

Raça Senepol cresce cerca de 50% nos últimos 3 anos no Brasil

Em 2013, a raça Senepol totalizou a emissão de 16 mil registros
Por:
Em 2013, a raça Senepol totalizou a emissão de 16 mil registros de animais puro origem, um aumento de 50% na comparação com o ano de 2010. Os números foram divulgados pela Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB – Senepol) durante evento promovido pela raça na Expogrande 2013.

Apesar de relativamente nova no país, os primeiros exemplares chegaram no ano 2000, a raça vem se desenvolvendo a passos largos e conquistando os mais tradicionais criatórios da pecuária brasileira.

“Sempre buscamos por um diferencial, algo que pudesse trazer um maior aproveitamento na produção de kg/carne por hectare. Foi então que conhecemos a raça em 2001 e resolvemos investir utilizando o senepol no cruzamento industrial, foi um sucesso! Uma raça totalmente adaptada as nossas condições e que mudou os rumos do nosso criatório”, enfatiza o criador de Senepol e pecuarista há 40 anos, Adilson Reich.

Originária das Ilhas Virgens, localizadas no Caribe, a raça possui alta resistência ao calor e aos parasitas, um dos grandes entraves da pecuária brasileira quando se trata de investimento em outras raças. Mato Grosso do Sul apesar de tradicional na raça nelore, possui atualmente o terceiro maior rebanho Senepol do país, com cerca de 4 mil animais registrados.

“Hoje o senepol está presente em 14 estados do Brasil e os criadores sul-mato-grossenses vem a cada dia mostrando um maior interesse na raça, que possui alta adaptabilidade na região e se torna cada vez mais a melhor opção no cruzamento com o nelore”, destaca o presidente da Associação dos Criadores de Bovinos Senepol, Gilmar Goudard.

Suas principais características são a capacidade de cobrir a campo, uma propriedade pouco comum em taurinos, o que coloca a raça em destaque no quesito resultado. A capacidade de conversão alimentar também é uma característica fundamental, pois aumenta significativamente o ganho de peso em um menor tempo.

“No cruzamento com o Senepol, a desmama varia entre 220 e 260Kg, quase o dobro se compararmos com outras raças, isso deve principalmente ao desempenho individual do animal que segue sempre acima das médias”, finaliza Gilmar.
 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.