Agronegócio

RC acusa baixa de preços e prevê pressão altista

Apesar de começarem em queda, os preços agrícolas tendem a se recuperar
Por: -Fernando Lopes
1 acessos
O índice da RC Consultores referente a preços agrícolas no atacado paulista encerrou o período entre 29 de dezembro e 4 de janeiro com variação negativa de 1,5%. Foi a segunda queda consecutiva do indicador, uma vez que entre os dias 22 e 28 do mês passado houve baixa de 0,6%. Em média, janeiro apresenta cotações 2% inferiores que as praticadas em dezembro, mas ainda 15,8% superiores às de janeiro de 2006.


Pressionaram o índice da RC neste início de ano desvalorizações do tomate (8,5%), do suíno (7,6%), do feijão (5,9%), da soja (3,7%), do arroz (1,4%), dos ovos (0,8%), do açúcar (0,5%) e do boi gordo (0,4%). Permaneceram estáveis as cotações do café, do algodão, do frango abatido, do milho, do trigo, do leite (tipos B e C) e da laranja. Apenas os preços da batata registraram valorização (4,5%), segundo levantamento da RC.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink