Reações adversas fazem SP suspender vacinação contra raiva
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,162 (0,92%)
| Dólar (compra) R$ 5,58 (-0,64%)


Agronegócio

Reações adversas fazem SP suspender vacinação contra raiva

A maioria dos casos graves (85,3%) foi registrada entre os gatos
Por:
826 acessos

A campanha de vacinação contra a raiva foi suspensa nesta quinta-feira (19), temporariamente, em todo o estado de São Paulo. O aparecimento de casos de reações adversas em animais com baixo peso (cerca de 6,5 quilos) foi o motivo da suspensão. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, foram registrados sete casos de choque anafilático, nas cidades de São Paulo e Guarulhos, que resultaram na morte de quatro gatos e dois cães.

Na capital paulista, a campanha teve início na última segunda-feira (16). Dos 121.691 animais imunizados, 567 apresentaram reações como prostração, anorexia, dificuldade respiratória, convulsões e hemorragias. A maioria dos casos graves (85,3%) foi registrada entre os gatos.

No município de Guarulhos, na Grande São Paulo, ocorreram 40 reações adversas entre 42.860 animais vacinados no período de 9 a 13 de agosto.

Por meio de nota, a secretaria afirmou que o Instituto Pasteur está investigando os casos e que aguarda orientações do Ministério da Saúde, responsável pela compra e distribuição dos lotes do medicamento.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink