Rebanho mato-grossense cresce 5,15%

Agronegócio

Rebanho mato-grossense cresce 5,15%

Estado detém participação de 13,3% do total nacional, seguido por MS e MG
Por: -Marianna Peres
1143 acessos

A liderança nacional no efetivo de bovinos, mantida há alguns anos por Mato Grosso, foi confirmada novamente pelo IBGE, que divulgou nesta quarta-feira (24) a Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) 2009. O rebanho local expandiu 5,15% em relação a 2008, três vezes e meia mais que a evolução registra no país, em 1,5%, no mesmo período.

Com os novos números, o rebanho bovino mato-grossense passou de 26,01 milhões de cabeças para 27,35 milhões. No Brasil, o efetivo soma 205,29 milhões contra 202,28 milhões apurados até 31 de dezembro de 2008, acréscimo de 1,5%. O Brasil possui o 2° maior rebanho de bovinos do mundo, atrás apenas da Índia (de acordo com a FAO – FoodAgriculture Organization). É 2° maior produtor de carne bovina, depois dos Estados Unidos, e é o maior exportador mundial do produto.

Com a revisão do efetivo estadual, Mato Grosso detém participação de 13,3% do total nacional, seguido por Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, com participações de 10,9% cada. Depois estão Goiás (10,2%), Pará (8,2%), Rio Grande do Sul (7%), Rondônia (5,6%), São Paulo (5,5%), Bahia (5%) e Paraná (4,7%). Esses dez estados responderam por 81,3% do rebanho nacional de bovinos.

Na distribuição regional, o Centro-Oeste abrigou o maior percentual (34,4%) do efetivo nacional, seguido pelo Norte (19,7%). O Sudeste veio em terceiro lugar (18,5%), seguido pelo Nordeste (13,8%) e pelo Sul (13,6%).

MUNICÍPIOS - A pesquisa mensurou também a evolução dos principais rebanhos regionais do país. Em um ranking com os 20 maiores plantéis do Brasil, seis estão em Mato Grosso: Juara, Alta Floresta, Marcelândia, Cáceres, Vale de São Domingos e Juína.

Corumbá, no vizinho Mato Grosso do Sul, detém o maior rebanho do Brasil, 1,97 milhão de animais, seguido de São Félix do Xingu (PA), com 1,91 milhões de cabeças, Ribas do Rio Pardo (MS), 1,16 milhão, Juara (MT) com 907,40 mil, Porto Murtinho (MS) 821,17 mil, Aquidauana (MS) 820,70 mil, Alta Floresta (MT) 808,47 mil, Marcelândia (MT) 801,87 mil, Cáceres (MT) 794,85 mil, Novo Progresso (PA) 763,08 mil, Três Lagoas (MS) 754,12 mil, Nova Crixás (GO) 737,58 mil, Água Clara (MS) 702,30 mil, Vale de São Domingos (MT) 672,16 mil, Costa Marques (RO) 617,90 mil, Alecrim (RS) 606,47 mil, Cumaru do Norte (PA) 588,92 mil, Campo Grande (MS) 587,83 mil, Juína (MT) 574,95 mil e Camapuã (MS) 570,24 mil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink