Receita com exportação de carne bovina supera 2005

Agronegócio

Receita com exportação de carne bovina supera 2005

Os embarques no acumulado de janeiro a outubro atingiram 3,19 bilhões de dólares
Por: -Roberto Samora
1 acessos

Reuters - A exportação de carne bovina do Brasil no acumulado de janeiro a outubro atingiu 3,19 bilhões de dólares, superando a receita obtida com as vendas externas do produto em todo o ano passado, informou nesta quinta-feira (09-11) a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes). Em 2005, a Abiec registrou receita de 3,14 bilhões de dólares. Em relação aos valores obtidos nos primeiros dez meses do ano passado, quando as vendas somaram 2,59 bilhões de dólares, a alta é de 22,8 por cento.

O aumento da receita ocorre pela melhora de preços do produto brasileiro no mercado internacional, conseqüência de uma indústria mais bem equipada no país, segundo a Abiec, uma vez que as vendas em volume não cresceram na mesma proporção. O volume embarcado nos dez primeiros meses de 2006 foi de 1,96 milhão de toneladas (equivalente carcaça), um crescimento de 6,9 por cento em comparação com igual período de 2005.

"Os frigoríficos se equiparam e se instalaram em todas as regiões do Brasil, uma estratégia que tem vencido as barreiras impostas por alguns países", disse o presidente da Abiec, Marcus Vinícios Pratini de Moraes, em um comunicado. Dezenas de países ainda mantêm embargos à carne bovina produzida em alguns Estados, depois que focos de febre aftosa foram registrados em Mato Grosso do Sul e Paraná, no final do ano passado.

Um mercado internacional nervoso, segundo Pratini, também ajuda os exportadores brasileiros. De acordo com a Abiec, os irlandeses, que reivindicam ampliação de embargos contra a carne brasileira, causam apreensão nos importadores europeus, "o que provoca compras antecipadas para se protegerem de qualquer decisão negativa da Comissão Européia".

"O Brasil é o único país que recebeu a visita de quatro missões veterinárias da União Européia em um ano e não sofreu qualquer embargo adicional", disse Pratini. Em outubro, as exportações de carne bovina (in natura, industrializada e miúdos) atingiram 221,2 mil toneladas, alta de 44,9 por cento ante as 152 mil toneladas registradas no mesmo período do ano passado. Em receitas cambiais, as vendas somaram 392,3 milhões de dólares, um crescimento de 81,6 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado.

A Abiec destacou em comunicado que as receitas com exportações de carne bovina in natura, pela primeira vez, cresceram mais de 100 por cento ante o mesmo período do ano anterior, para 319,9 milhões de dólares, contra 153,9 milhões de dólares em outubro de 2005. No acumulado do ano, a Rússia aparece como o principal destino de carne in natura do Brasil, com importações de 519 milhões de dólares.

O segundo país na lista de in natura é o Egito, gerando receitas de 322 milhões de dólares, seguido por Holanda, Itália, Reino Unido, Argélia e Alemanha.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink