Receita das exportações do setor aumenta 24% em outubro

Agronegócio

Receita das exportações do setor aumenta 24% em outubro

As exportações do agronegócio ultrapassaram a marca de US$ 6 bilhões em outubro e bateram mais um recorde histórico
Por:
151 acessos

As exportações brasileiras do agronegócio ultrapassaram a marca de US$ 6 bilhões em outubro e bateram mais um recorde histórico. A cifra é 24,6% superior ao registrado no mesmo período de 2006. As importações também são as maiores já registradas, e somaram US$ 880,9 milhões - crescimento de 33% em relação a outubro de 2006. O superávit registrado foi de US$ 51 bilhões. Os dados são da Balança Comercial do Agronegócio, divulgada hoje pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Soja, cereais e preparações e carnes foram os itens que mais contribuíram para o incremento das exportações brasileiras em outubro. No geral, o principal fator que contribuiu para o aumento das exportações foi a variação no preço e não o aumento na quantidade embarcada. O complexo soja registrou incremento de 69,5% nas vendas, que totalizaram US$ 1,213 bilhão, valor 65% superior ao exportado em outubro de 2006. O aumento de 44,4% no preço foi o principal responsável pelo crescimento do valor embarcado.

Em outubro, o aumento do valor exportado pelo complexo carnes foi de 25,2% - o total embarcado passou de US$ 864,6 milhões para US$ 1,08 bilhão. Aumentaram tanto a quantidade embarcada (10,4%) quanto o preço (13,4%). “O resultado consolida, assim, o complexo carnes, ao lado do complexo soja, como itens da pauta de exportações brasileiras que ultrapassam a marca de US$ 1 bilhão por mês”, acredita o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, Célio Porto.

O valor exportado do item frango in natura aumentou 43,5% em relação ao mesmo período do ano passado e o total arrecadado foi de US$ 405,5 milhões. O item cereais e preparações registrou aumento de 523% e o item fumo, 110,5%. As exportações do complexo sucroalcooleiro diminuíram 40%, em relação a outubro de 2006. Os preços do açúcar foram 24% inferiores e o volume exportado, 14,8% menor, o que resultou numa redução de 35,3% no valor exportado. As receitas de exportações de álcool diminuíram 53,1%, devido à redução de 39,6% na quantidade embarcada e preços 22,4% inferiores.

Entre os produtos do agronegócio importados no mês de outubro, destacaram-se o arroz - cujas importações aumentaram 90,8% -, e o milho, que registrou 58,1% de incremento nas importações. Janeiro a outubro de 2006 – No acumulado do ano, as exportações do agronegócio somaram US$ 48,842 billhões, aumento de 19,4% em relação ao mesmo período de 2006. Carnes (31,1%), soja (22,7%) e sucos de fruta (59,2%) foram os produtos que mais contribuíram para o resultado positivo.

O trigo foi o produto que mais contribuiu para o crescimento de 31,1% nas importações de janeiro a outubro deste ano. O Brasil importou US$ 1,216 bilhão do grão, um aumento de 52,7% do valor registrado em 2006. A quantidade importada foi 9,9% maior e os preços, 39% mais elevados.

Entre novembro de 2006 a outubro de 2007, o valor embarcado cresceu 18,8% em relação ao período de novembro de 2005 a outubro de 2006, totalizando US$ 57,370 bilhões. As importações foram 31,7% superiores aos doze meses anteriores com gastos de US$ 8,369 bilhões. Como resultado, o superávit comercial acumulado nos últimos 12 meses foi de US$ 49,002 bilhões.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink