Recuo no esmagamento de soja
CI
Imagem: Leonardo Gottems
NO BRASIL

Recuo no esmagamento de soja

O menor ritmo pode ser justificado pela quebra de safra na região sul do país.
Por: -Aline Merladete

Segundo a Abiove, de jan-22 a fev-22 foram processados no país 5,61 milhões de toneladas de soja. O menor ritmo pode ser justificado pela quebra de safra na região sul do país. Já Mato Grosso esmagou 2,60 milhões de toneladas da oleaginosa de jan–22 a mar–22, aumento de 5,49% no comparativo com o mesmo período de 2021.

Conforme dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), com os conflitos entre a Rússia e a Ucrânia o mercado de óleo tem se mantido firme quanto à demanda e com os preços elevados dos subprodutos de soja (farelo e óleo) o apetite das esmagadoras aumentou no estado.

Por outro lado, vale destacar que no ano passado a oleaginosa entrou mais tarde no mercado, o que limitou a disponibilidade do grão no primeiro mês do ano. Por fim, o Imea projeta que neste ano sejam esmagados 11,00 milhões de toneladas, aumento de 6,61% ante o ano passado, representando 87,70% da capacidade das indústrias de MT


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.