Rede interamericana quer promover digitalização no agro
CI
Imagem: Divulgação
CONTINENTE

Rede interamericana quer promover digitalização no agro

"As tecnologias digitais têm se mostrado essenciais para o funcionamento da sociedade e da economia"
Por: -Leonardo Gottems

O Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA) da Argentina e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) formaram uma rede regional da AgTech, com o objetivo de gerar um espaço de articulação, colaboração e construção coletiva que contribua para o surgimento e desenvolvimento de soluções inovadoras de alto impacto para a agricultura. AgTech é uma expressão que engloba um amplo leque de novas tecnologias que são aplicadas na agricultura com o objetivo de aumentar a sua eficiência, produtividade e sustentabilidade. 

A Rede Interamericana AgTech foi criada pelas duas instituições por meio de um convênio de cooperação técnica firmado entre a Presidente do INTA, Susana Mirassou, e o Diretor-Geral do IICA, Manuel Otero, que visa gerar uma agenda de trabalho público-privada tendente a Abordar em conjunto desafios e oportunidades em uma questão que é central para o presente e o futuro dos sistemas agroalimentares. 

O INTA é o órgão estadual de pesquisa em temas agrícolas da Argentina que, desde sua fundação em 1956, tem como foco a inovação como motor do desenvolvimento e fomenta a cooperação para a geração de conhecimento e tecnologias. Possui uma história de quase 60 anos de colaboração conjunta com o IICA, que tem trabalhado ativamente em prol da expansão da agricultura digital e seus inúmeros benefícios na América Latina e no Caribe, região onde o processo ainda está incipiente. 

“Estamos vivendo um processo acelerado de digitalização, que foi acelerado pela pandemia e pelas fortes mudanças que ela nos trouxe. As tecnologias digitais têm se mostrado essenciais para o funcionamento da sociedade e da economia. No setor agroalimentar, enfrentamos grandes desafios que podemos enfrentar melhor se promovermos a digitalização por meio de infraestrutura, conectividade e desenvolvimento de habilidades ”, disse Mirassou. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.