Região Sul de MT negociou 57,6% da produção de soja

Agronegócio

Região Sul de MT negociou 57,6% da produção de soja

A região Sul de MT negociou somente 57,6% da soja ofertada no leilão de Pepro
Por: -Anelize Moreno
2 acessos

A região Sul de Mato Grosso negociou somente 57,6% da soja ofertada no primeiro leilão de Prêmio de Equalização Pago ao Produtor (Pepro) da safra 06/07, realizado na sexta-feira (10-11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Das 85 mil toneladas (t) do grão disponibilizadas, somente 48,98 mil/t foram vendidas. A participação foi a mais baixa entre as três regiões do Estado usadas como base para os pregões. A data do próximo leilão de soja ainda não foi divulgada pela Conab, a previsão é que o aviso seja publicado até a próxima segunda-feira (13-11).

Em média, Mato Grosso comercializou 88% do total, uma vez que foram disponibilizadas 335 mil/t de soja e arrematadas 295 mil/t. O melhor resultado foi no Médio Norte estadual que negociou 99,5% do volume oferecido.

Das 125 mil/t disponibilizadas no leilão, 124,4 mil/t foram vendidas. No Norte, o aproveitamento foi de 97,2% devido à comercialização de 121,6 mil/t -- das 125 mil/t ofertadas.

De acordo com o coordenador da Prospecta Corretora de Commodities (empresa com sede em Rondonópolis, 210 quilômetros ao Sul de Cuiabá), Wilson Bezerra -- que representou um produtor da região Norte no pregão de sexta-feira -- somente na porção Sul do Estado não houve disputa pelos lotes do grão. Para os agricultores da região que negociaram a produção por meio do pregão, o prêmio máximo a ser pago pelo governo federal se manteve em R$ 2,57 -- mesmo valor da abertura do pregão.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink