Regras européias dificultam venda de frutas cítricas

Agronegócio

Regras européias dificultam venda de frutas cítricas

Por:
1 acessos
A mudança nas exigências da União Européia para importação de frutas cítricas do Mercosul pode dificultar as vendas externas brasileiras em 2005. O bloco absorvem 61% das exportações brasileiras dessas frutas, que cresceram 58,5% entre janeiro e novembro de 2004 e alcançaram US$ 54,2 milhões, segundo a Secex. Atualmente, Brasil, Argentina e Uruguai aguardam decisão da UE sobre as regras para importação de frutas cítricas. No dia 3, o Brasil enviou ao bloco documentos com informações sobre os processos de inspeção fitossanitária. Os outros dois países enviaram seus relatórios em dezembro.


A União Européia rechaçou encomendas dos três países no ano passado, por apresentarem frutas com pinta preta e verrugose (no caso brasileiro) e cancro cítrico (em frutas da Argentina e Uruguai). Entre novembro de 2003 e abril de 2004, a Espanha proibiu o envio de laranja dos países em função das doenças. As exportações foram retomadas em maio e proibidas novamente a partir de agosto. Nesse período, foram devolvidos 71 embarques do Brasil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink