Relatório de Suínos do USDA: Mais do mesmo

Agronegócio

Relatório de Suínos do USDA: Mais do mesmo

O plantel de matrizes dos EUA foi estimado em 5,788 milhões de cabeças
Por:
1696 acessos
Na última sexta-feira (25), o USDA divulgou o Relatório de Suínos de 01 de março. Não há grandes surpresas. Ele mostra uma indústria esperando para ver. Esperamos que os preços sigam nos próximos meses muito próximos aos preços do mercado futuro de suínos. Por exemplo, na sexta-feira passada com junho a US$ 103,70 por 100 libras.


Plantel de matrizes - EUA
O plantel de matrizes dos EUA foi estimado em 5,788 milhões de cabeças no dia 01 de março, um aumento de 28 mil em um ano (5,760 milhões) e 10.000 (5,778 milhões) desde 01 de dezembro. Este é uma diferença em um ano de cerca de 0,5%, basicamente nenhuma mudança. Neste momento não vemos indicações de planos significativos de expansão. Preços historicamente altos do suíno estão sendo equilibrados por preços historicamente altos de alimentação e crédito financeiro realmente apertado. O humor da indústria na nossa estimativa é de otimismo contido. Parece haver pouco entusiasmo por expansão do plantel de matrizes.

Mercado
O USDA estimou um estoque de 58,176 milhões de suínos de mercado em 1º de março, um aumento de quase 400.000 cabeças em um ano. Este aumento pode ser explicado pelo fato que o peso de suínos para abate aumentou cerca de 1kg ao longo do último ano. Suínos mais pesados demoram mais para ir para abate, e assim geram um estoque maior. Este aumento de 400.000 cabeças representa pouco mais que um dia de abate nos EUA.


Expectativa de Partos
O plantel de matrizes dos EUA, de acordo com o USDA, em 01 de março foi 0,5% maior do que um ano atrás. Se isso estiver correto, você pensaria que as expectativas de partos seriam essencialmente iguais às do ano passado.

Expectativas de partos, de acordo com o USDA, mostram cerca de 150.000 leitegadas a menos durante os próximos seis meses, comparado com um ano atrás. Esta diferença com o plantel de matrizes quase inalterado? Não faz sentido em alguns aspectos. Como poderia haverá menos partos com o mesmo número de matrizes? Ou há menos porcas ou as expectativas de partos são subestimadas! Não temos nenhuma opinião forte sobre a questão, além de não acreditar que haverá mais carne suína produzida nos próximos seis meses em comparação com um ano atrás.

Produção de Suinos
A produção de suínos dos EUA durante os últimos três meses foi de 27,986 milhões de cabeças, um aumento de cerca de 400.000 em comparação com os mesmos três meses do ano passado (27,596 milhões), mas 600.000 cabeças abaixo do número de dois anos atrás (28,552 milhões).


Tamanho da Leitegada
A produtividade de suínos por leitegada está ficando cada vez melhor, com dezembro-fevereiro deste ano em 9,80, acima de 9,61 no ano passado e 9,48 dois anos atrás. Acreditamos que o aumento seja devido principalmente à melhoria genética. O aumento nos dois últimos anos de 0,32 leitões está abaixo da linha de tendência genética da nossa empresa, de 0,45 leitões por leitegada ao longo dos últimos dois anos.

Resumo
Os inventários de matrizes e suínos destinados ao abate estão permanecendo firmes. Esperamos que os preços de carcaças suínas continuem fortes para o resto do ano.

Outras Observações
* Visitamos clientes coreanos na semana passada. A febre aftosa tem eliminado cerca de 350.000 matrizes e 3.500.000 suínos de mercado. Na semana passada, os preços do suíno no mercado sul-coreano tocaram em US$ 7,00 por kg de peso vivo. Nós nunca vimos os preços tão altos, em qualquer lugar. Os preços sempre refletem a oferta e a procura. Preços de US$ 7,00 por kg são um verdadeiro reflexo deste cenário. Podem esperar que grandes quantidades de carne suína sejam exportadas para a Coréia do Sul, da América do Norte, nos próximos meses. Será extremamente favorável aos preços nos EUA-Canadá.


* Pessoas nos frigoríficos com quem falamos na semana passada, e outras fontes, indicaram que as exportações de carne suína para o Japão persistem apesar da actual crise. É um dos motivos principais para explicar o fato que os preços futuros de carcaças suínas para junho se recuperaram de 95 centavos, chegando a US$ 1,03 nos últimos dez dias.

Conclusão
O Relatório de Suínos do USDA mostra pouca alteração de inventário. Um plantel de matrizes inalterado nos diz que o preço de suínos para abate tem uma boa chance de permanecer a mais de 90 centavos para o próximo ano.

Tradução: Genesus Inc.
Por Jim Long, CEO da Genesus Inc.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink