Rendimento de lavouras do Centro-Oeste deve crescer 9,39% em 2012
CI
Agronegócio

Rendimento de lavouras do Centro-Oeste deve crescer 9,39% em 2012

MS e GO foram os únicos estados a registrarem alta no valor de produção
Por:
MS e GO foram os únicos estados a registrarem alta no valor de produção
 
O Valor Bruto da Produção (VBP) da região Centro-Oeste deve aumentar 9,39% em relação a 2011, informou na sexta-feira (20) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O resultado número leva em consideração a soma das riquezas das 18 principais culturas avaliadas.

De acordo com o Mapa, o faturamento bruto com a produção está estimado em R$ 55,7 bilhões, sendo superior aos R$ 50,9 bilhões contabilizados em 2011. Crescimento que deixa o Centro-Oeste com o segundo maior crescimento em termos percentuais frente às demais regiões.

Alta do Centro-Oeste deve ser puxada especialmente pelo crescimento do VBP em Mato Grosso do Sul e Goiás, em 56,35% e 10,86%, respectivamente. Mato Grosso, no entanto, deve se tornar a única unidade federada a contabilizar queda de 2,03% no rendimento. Apesar do recuo - na comparação com 2011 - o estado ainda deve alcançar o melhor faturamento bruto com a produção agrícola, estimado em mais de R$ 29 bilhões.

Em Mato Grosso do Sul as culturas que devem apresentar o maior rendimento bruto são a soja (R$ 3,4 bilhões) e o milho (R$ 2,4 bilhões). Em Goiás a soja também lidera o VBP (R$ 6,05 bilhões) seguido do milho e da cana-de-açúcar, que empataram com faturamento de R$ 3,36 bilhões. Já em Mato Grosso os líderes de arrecadação devem ser a soja (R$ 16,2 bilhões) e o milho (R$ 5,6 bilhões).

Entre as culturas analisadas pelo governo estão o algodão, amendoin, arroz, banana, bata inglesa, cacau, café, cana-de-açúcar, cebola, feijão, fumo, laranja, mamona, mandioca, milho, pimenta, soja, tomate.

Brasil

As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste são as que apresentam aumentos do valor da produção neste ano. Contudo, o governo frisa que o Nordeste - severamente castigado pela estiagem - pode registrar alteração em seus dados, uma vez que as perdas da seca ainda não foram incorporadas aos levantamentos.

A região Sul apresentou o pior índice do VBP. As perdas de produção são devido à seca, que atingiu grande parte das lavouras da localidade.

Segundo o Ministério da Agricultura, o rendimento das lavouras brasileiras deve superar R$ 213,4 bilhões, resultado 2,85% menor ante os R$ 219,7 bilhões passados.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink