Resultado da vacinação contra aftosa em MT deve sair hoje

Agronegócio

Resultado da vacinação contra aftosa em MT deve sair hoje

Também será anunciado o resultado do cadastramento dos números do rebanho
Por: -Marcondes Maciel
3 acessos

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea) deverá divulgar hoje (16-01) o resultado da etapa de vacinação contra a aftosa nos meses de novembro e dezembro de 2006. Também será anunciado o resultado do cadastramento que irá apontar os números atuais do rebanho mato-grossense. Para essa campanha, a expectativa do Indea é atingir um índice de 100% de vacinação do rebanho bovino, estimado em 26,84 milhões de animais.

Na etapa de novembro do ano passado, os números da vacinação foram recordes, com a cobertura vacinal atingindo 99,45% do rebanho. Das 26,84 milhões de cabeças cadastradas pelo Indea, foram vacinadas 26,69 milhões. Por região, Sinop obteve o maior índice de vacinação (99,87%), seguido de Juína (99,83%), com 2,73 milhões de animais vacinados, e Alta Floresta (99,76%), com rebanho vacinado de 3,07 milhões de cabeças. Cuiabá vacinou 2,29 milhões de cabeças (99,61% do rebanho cadastrado).

Neste ano, está previsto um novo crescimento do rebanho mato-grossense. “Acreditamos que o Estado poderá chegar perto de 28 milhões de cabeças”, estima o gerente executivo do Fundo Emergencial contra a Febre Aftosa (Fefa), Antônio Carlos de Carvalho. Segundo ele, o rebanho mato-grossense vem crescendo a uma média de 1 milhão de cabeças por ano. Na campanha de novembro de 2005, os números apontaram crescimento de 1,68% no rebanho estadual, que passou de 26,40 milhões de cabeças para 26,84 milhões.

Próxima etapa:

O Indea deverá fazer nos próximos dias o lançamento da primeira etapa da campanha de vacinação contra a aftosa em 2007, a ser realizada no período de 1 a 28 de fevereiro. Nesta etapa deverão ser vacinados os animais na faixa etária de zero a 24 meses. A campanha só não é obrigatória para a região do Pantanal devido às chuvas nesta época do ano.

O coordenador da área Pecuária da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famato), Luís Carlos Meister, afirmou que os pecuaristas não medirão esforços para atingir a meta de imunizar 100% do rebanho na próxima campanha. Segundo ele, os animais entre zero e 12 meses são mais vulneráveis para contrair a doença, “daí a importância de todos vacinarem o seu rebanho”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink