Resultados positivos encerram a 70 ª Expofeira de Alegrete
CI
Agronegócio

Resultados positivos encerram a 70 ª Expofeira de Alegrete

O tempo aberto ajudou a abrilhantar o Desfile dos Grandes Campeões da 70ª Exposição Agropecuária de Alegrete
Por:
O tempo aberto ajudou a abrilhantar o Desfile dos Grandes Campeões da 70ª Exposição Agropecuária de Alegrete

Autoridades federais e estaduais, expositores, cabanheiros e o público em geral prestigiaram a cerimônia de inauguração da expofeira, que depois de sete dias, puderam conhecer os bovinos, ovinos, eqüinos e aves que mostraram toda a pujança, genética de qualidade, fruto de um trabalho realizado com intensa responsabilidade pelos agropecuaristas.


Esta edição da feira alegretense cumpriu com o objetivo proposto que foi o de proporcionar a geração de negócios em vendas de animais, marca do evento, e ainda o da informação técnica direcionada e o de lazer e entretenimento aos visitantes. “O evento mais uma vez superou as expectativas. Isso é reflexo do trabalho focado de todo um grupo que trabalha tanto para o desenvolvimento do setor agro, como para os demais negócios do município, ”avalia o presidente do Sindicato Rural de Alegrete, Pedro Pires Piffero.

O volume de negócios comercializados durante os sete dias da feira, movimentou cerca de 13 milhões de reais. Deste montante, aproximadamente 2 milhões em vendas de animais, com destaque aos ovinos, pelo número de animais ofertados e onde a média dos remates ficou em torno de $1.400,00. O Sindicato Rural de Alegrete comemora o fortalecimento da ovinocultura e o aumento da oferta de bovinos. “Os ovinos tiveram uma expressiva comercialização, já a média dos bovinos se manteve estável em função da alta demanda o que proporcionou a manutenção dos negócios em relação ao ano passado.”, ressalta Pedro Piffero. O setor de máquinas, implementos agrícolas e insumos também puxam esta soma seguida de automóveis, imóveis, comércio e ainda o artesanato local.


Informação Técnica- A parceira entre o Sindicato Rural de Alegrete e o Senar-RS, proporcionou aos visitantes dinâmicas na parte da Ovinocultura, Bovinos de Leite e da Agricultura de Precisão. Segundo o Supervisor da entidade na região, Hermenegildo Uberti, cerca de 500 produtores receberam informações e tiraram dúvidas com o auxílio dos técnicos do Senar-RS. A Unidade Móvel também esteve presente na expofeira, onde foi o palco de palestras e reuniões promovidos pelos parceiros do setor agro do município.

A sinergia entre o rural e o urbano foi apresentada na I Mostra Tecnológica da Carne e da Agroindústria: Do Campo ao Prato, um dos diferenciais da Expofeira. Esta iniciativa proporcionou aos visitantes do campo e da cidade conhecer toda a cadeia produtiva dos produtos consumidos no dia a dia. Da desossa da carcaça, com seus cortes mais comerciais até a confecção de produtos típicos da região como a linguiça e o charque foram demonstrados pelas Agroindústrias da região, durante quatro dias. O arroz, sendo Alegrete, o quarto maior produtor da Fronteira Oeste e a fabricação artesanal de queijos finos, também fizeram parte da Mostra Tecnológica. Outro ponto importante desta dinâmica foi a presença do Serviço de Inspeção Municipal, que mostrou o trabalho realizado junto à adequação das agroindústrias locais, na produção de produtos de origem animal. Esta proposta teve a iniciativa do Sindicato Rural de Alegrete com a organização da Associação Alegretense das Agroindústrias e ainda com a parceria dos Núcleos Regionais das Associações de Raças: Angus, Brangus, Hereford e Braford, Cooperativa de Ovinocultores, Secretaria de Agricultura e Pecuária do município e a empresa Suck Milk.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink