Reunião avalia safra de cevada na América Latina

Agronegócio

Reunião avalia safra de cevada na América Latina

Nos últimos dez anos, a cevada vem mantendo uma área média de 100 mil hectares no Brasil
Por:
354 acessos

A produção de cevada na América Latina está concentrada no Brasil, Argentina e Uruguai, cobrindo área de mais de meio milhão de hectares. A análise dos resultados das safras nos três países será destaque na 27ª Reunião Nacional de Pesquisa de Cevada, que se realiza na Embrapa Trigo, em Passo Fundo/RS, nesta terça (14) e quarta-feira (15).

O programa prevê a discussão do panorama da produção e do mercado de cevada na América Latina e apresentação de resultados de pesquisas. Participam da reunião pesquisadores, professores, estudantes, técnicos de indústrias e cooperativas e outros componentes da cadeia produtiva de cevada e malte.

Mercado - Nos últimos dez anos, a cevada vem mantendo uma área média de 100 mil hectares no Brasil, especialmente na Região Sul, mas com registros de cultivo recente também em São Paulo.

O agronegócio de cevada e malte no Brasil supera 200 milhões de dólares ao ano, com possibilidade de crescimento, em curto prazo, devido à expansão das indústrias. Rio Grande do Sul e Paraná respondem por 95% da produção nacional.

No Brasil, o principal uso da cevada é na malteação. Mas considerando o gasto atual, cerca de um milhão toneladas, o País produz apenas 30% do malte que consome.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink