Reunião do Conesa avalia situação da sanidade no Paraná

Agronegócio

Reunião do Conesa avalia situação da sanidade no Paraná

Os conselheiros debateram as medidas adotadas pelo Governo do Estado para a restituição de zona livre de febre aftosa com vacinação para o PR
Por: -Redação
2 acessos

O Conselho Estadual de Sanidade Agropecuária (Conesa), formado por dirigentes de 17 instituições públicas e 18 privadas, realizou nessa quinta-feira (23-11) a 22.ª reunião ordinária, presidida pelo secretário da Agricultura e do Abastecimento Newton Pohl Ribas. Os conselheiros debateram as medidas adotadas pelo Governo do Estado para a restituição de zona livre de febre aftosa com vacinação para o Paraná.

Segundo lembrou Pohl Ribas, o anúncio foi feito pessoalmente pelo ministro da Agricultura, Luiz Carlos Guedes, em 19 de outubro, e oficializada por meio da Instrução Normativa nº61, de 6 de novembro. Nela, o Ministério considera que a evolução das ações sanitárias conduzidas no Paraná para a eliminação dos focos de febre aftosa, com término satisfatório com animais-sentinela e os resultados do estudo soroepidemiológico para avaliação de circulação viral conduzido nas áreas de risco vizinhas aos focos de febre aftosa, foram concluídos, e suspende todas as restrições.

O diretor do Departamento de Fiscalização da Secretaria (Defis), Felisberto Baptista, informou que o Ministério está concluindo o relatório final, abrangendo a analise epidemiológica de todo território nacional. “O Ministério já solicitou uma reunião com o Comitê Sanitário da OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) para a análise do relatório, e retorno do reconhecimento internacional”, disse Baptista. Ele adiantou que os integrantes do Conesa farão contato junto às embaixadas para, através de reuniões objetivas, estimular o reconhecimento do trabalho realizado na sanidade do rebanho paranaense, visando a retomada dos mercados.

Estratégias

As estratégias da Secretaria da Agricultura para 2007 no combate às principais zoonoses (passíveis de contaminação humana) dos rebanhos incluem intensificação de vigilância e controle com rigor científico, incluindo brucelose, tuberculose, raiva dos herbívoros, doença de New Clastle e inflenza aviária.

Novo membro

O Conesa recebeu ainda a Associação Nacional dos Produtores de Bovinos de Corte (ANPBC) como novo membro. Segundo seu presidente, André Carioba, a criação de uma associação foi o melhor caminho encontrado pelos criadores de gado de corte para o enfrentamento das questões legais e jurídicas que permearam o período entre as suspeitas de aftosa em seus rebanhos, até o abate.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink