Agronegócio

Reunião em MS discute combate à ferrugem asiática

A prevenção e o controle da ferrugem para a safra 2006/2007 foi a pauta da reunião de trabalho realizada na Seprotur
Por: -Redação
2 acessos

A prevenção e o controle da ferrugem asiática da soja para a safra 2006/2007 foi a pauta da reunião de trabalho realizada nessa segunda-feira (20-11), na Secretaria de Produção e Turismo do Mato Grosso do Sul (Seprotur). O gerente de Mercado do Banco do Brasil, Loureno Budke, explica que as operações de custeio já financiadas pelo banco contemplam recursos para aplicações dos fungicidas necessários, porém limitado apenas a uma ou duas aplicações.

Foi discutida a possibilidade de retomada da linha de crédito para esta finalidade definida para a safra 2005/2006 com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). Será feita uma proposta ao Conselho Deliberativo do FCO no sentido de prorrogar o prazo dessa linha para a safra deste ano.

A medida será articulada com os demais Estados da região Centro-Oeste, bem como com o BB, e deverá integrar a pauta dos trabalhos do Condel/FCO no dia 15 de dezembro, em Brasília, uma vez que há recursos disponíveis do Fundo para aplicação no crédito rural. Ainda dentro das alternativas de recursos, Loureno Budke informou que o Banco do Brasil também poderá oferecer financiamento com esta finalidade em forma de Cédula do Produtor Rural (CPR).

O presidente da Associação dos Produtores de Sementes do Estado (Aprossul), Carmélio Romano Roos, disse que a questão é quanto à disponibilidade de fungicidas pelas empresas fabricantes e distribuidoras desses insumos em caso de um eventual registro acentuado da doença em lavouras do Estado.

Roos apresentou um levantamento feito pela Aprossul junto às revendedoras em dez municípios. Segundo ele, em algumas regiões há um maior preparo para tal atendimento, ao passo que em outras o mesmo não acontece. "É importante que o sojicultor não vacile. O fundamental é que ele continue valendo-se de profissionais habilitados e dos laboratórios de diagnóstico da doença nas principais regiões produtoras de Mato Grosso do Sul", apontou o superintendente de Agricultura e Pecuária da Seprotur, Benedito Mário Lázaro.

Já o secretário de Produção e Turismo, João Cavalléro, levará as propostas discutidas no âmbito de suas atribuições e deve conduzir a discussão durante os trabalhos da Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis (Ceif/FCO), por ele presidido, a partir das 8h30min desta terça-feira, na Seprotur.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink