Reunião marca início das Pesquisas Direcionadas do PRS-Cerrado
CI
Imagem: Pixabay
AGRICULTURA

Reunião marca início das Pesquisas Direcionadas do PRS-Cerrado

PRS-Cerrado deu início às atividades relacionadas às Pesquisas Direcionadas, em parceria com a Embrapa
Por:

Em encontro virtual em 16 de abril, o PRS-Cerrado deu início às atividades relacionadas às Pesquisas Direcionadas, em parceria com a Embrapa. Com 35 participantes, a Reunião Norteadora contou com representantes do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS), da Embrapa, por meio da Rede ILPF -  responsável pela coordenação científica do projeto - e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), além dos(as) pesquisadores(as) da Embrapa responsáveis pelas pesquisas que vão ser desenvolvidas.

São cerca de R$8,8 milhões destinados às pesquisas. Renato Rodrigues, pesquisador da Embrapa Solos (Rio de Janeiro-RJ) e Coordenador Técnico-Científico do PRS - Cerrado, enalteceu o impacto da parceria para a comunidade científica e o desenvolvimento em conjunto. “Há um montante de recursos significativos e que vai resultar em pesquisas aplicadas para os produtores, para o Ministério da Agricultura, para a própria Embrapa, para o BID e isso é motivo de muito orgulho. Vamos envolver uma quantidade grande de bolsistas, de alunos de graduação, pós-graduação e pesquisadores trabalhando nesse projeto”.

Tadeu Assad, Diretor Presidente do IABS, agradeceu a cooperação e destacou o volume dos recursos direcionados ao projeto. “Com certeza essas ações envolvendo pesquisa deixarão um legado de conhecimento e de inovação para o tema e para o desenvolvimento rural brasileiro, disse.

Para o BID, a Embrapa é um parceiro muito importante do projeto, segundo afirmou Luis Hernando Hintze, chefe de equipe do banco. “O papel que a Embrapa tem desempenhado nas novas tecnologias de baixa emissão de carbono e nos Sistemas ILPF é fundamental  para a viabilização do PRS - Cerrado”. Para ele, o projeto vai ao encontro do fomento do desenvolvimento local e internacional. “Essas pesquisas visam fortalecer o conhecimento e  desenvolvimento local, além de contribuírem para melhorar as condições para mitigar os impactos dos gases do efeito estufa, assuntos nos quais o BID tenta obter respostas em muitos países diferentes”,completou.  

Sobre as Pesquisas Direcionadas

As Pesquisas Direcionadas, em sua maioria, serão desenvolvidas em Unidades de Referência Tecnológica e de Pesquisa (URTPs) da Embrapa, em Unidades Demonstrativas (UD) e Multiplicadoras (UM) do PRS - Cerrado, englobando 12 projetos de pesquisa e envolvendo aproximadamente 140 profissionais da Embrapa, entre pesquisadores(as), técnicos(as) e analistas. Em síntese, elas têm como finalidade entender e melhorar o sistema ILPF; desenvolver estudos de avaliação econômica oriundos da sua implementação; avaliar os choques de oferta e demanda sobre mudanças na intensificação da agricultura; internet das coisas (IoT), dentre outras atividades. 

Todas as pesquisas visam cooperar com os objetivos do desenvolvimento de práticas agrícolas de baixa emissão de carbono e de redução do desmatamento, respondendo às principais lacunas e demandas de conhecimento atuais nas temáticas do projeto.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink