Reversão de mercado possibilita alta de preço do frango vivo paulista

FRANGO VIVO

Reversão de mercado possibilita alta de preço do frango vivo paulista

Hoje, essa possibilidade está reduzida a não mais que 3,6 toneladas, 10% menos que há um ano
Por:
48 acessos

Na última segunda-feira (10), o AviSite (considerando o momento do mês - proximidades da segunda quinzena, período em que os negócios esfriam) escreveu ser praticamente impossível contar com alguma melhora no preço do frango vivo em fevereiro.

Mordeu a língua. Bem feito! Ignorou que um ano atrás, nesta mesma ocasião, o frango vivo comercializado no interior paulista iniciava uma recuperação de preços que – em pouco mais de 60 dias – proporcionou à ave viva valorização superior a 30% e a melhor cotação nominal de todos os tempos (R$3,60/kg).

Pois esse episódio está em vias de se repetir. Ontem (11), no interior de São Paulo, a disponibilidade do produto esteve bem ajustada à demanda registrada e, com isso, os produtores paulistas puderam recuperar os 10 centavos que haviam perdido no final de janeiro e que vigoraram nas duas últimas semanas. Assim, voltou a vigorar a cotação de R$3,20/kg, valor que prevaleceu como referência para as negociações do setor entre meados de novembro de 2019 e boa parte de janeiro de 2020.

Os primeiros sinais da reversão que viria surgiram no final da semana passada. Então, caiu a disponibilidade de aves vivas provenientes de integrações, como resultado da melhora de preços do frango abatido. Como essa melhora vem tendo continuidade nesta semana, tudo indica que os frigoríficos integrados se concentraram ainda mais no abate próprio, liberando o mercado do frango vivo para o produtor independente.

Conta-se com a continuidade dessa reação, pois os produtores permanecem em situação inferior à de um ano atrás. Em fevereiro de 2019 uma tonelada de frango vivo permitia a compra de pouco mais de 4 toneladas de milho, a principal matéria-prima do frango. Hoje, essa possibilidade está reduzida a não mais que 3,6 toneladas, 10% menos que há um ano.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink