Rio Grande do Sul está mobilizado contra estiagem

Agronegócio

Rio Grande do Sul está mobilizado contra estiagem

Por:
5 acessos

O governador Germano Rigotto espera que o presidente Lula visite ainda nesta semana o Estado para verificar a extensão da seca, que já colocou 392 municípios em situação de emergência. A intenção é de que Lula aproveite sua viagem hoje ao Uruguai para percorrer alguns municípios no RS. Mobilizada, a bancada federal gaúcha pedirá uma audiência com Lula, em Brasília, para entregar um documento com medidas emergenciais a serem implementadas. O anúncio foi feito ontem, após uma reunião, no Palácio Piratini, entre Rigotto, 17 deputados e os senadores Pedro Simon (PMDB) e Sérgio Zambiasi (PTB).

O vice-líder do governo Lula, deputado Beto Albuquerque (PSB), tentou, ainda na segunda-feira, uma resposta quanto à possibilidade da visita do presidente. "O Estado está fazendo análise do quanto será preciso, mas é certo que os recursos não estavam previstos nos orçamentos dos ministérios." Foram convidados ao encontro de ontem os ministros da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Integração Nacional, mas só esteve presente um assessor do ministro Ciro Gomes.

Ontem, a Fecoagro divulgou seu terceiro levantamento sobre o estrago provocado pela seca na soja e no milho. Segundo o estudo, a produção atual estimada para a soja é de 4,05 milhões de toneladas, uma quebra de 57% em relação à projeção inicial de 9,43 milhões de t. O rendimento médio é calculado em 978 kg/ha. "Se considerarmos a atual cotação da soja de R$ 28,50 por saco de 60 kg, o prejuízo chegaria à casa dos R$ 2,55 bilhões", apontou o consultor técnico Ricardo Núncio. Os números vão além da projeção da Emater, que na sexta-feira divulgou expectativa de quebra de 35,13%, com produtividade média de 1,3 mil quilos por hectare na oleaginosa.

No milho, a Fecoagro acredita numa safra 55,8% menor. O estudo considerou os dados de 31 cooperativas e cobriu 66% da área no RS.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink