Rio Grande do Sul inicia plantio de milho

Agronegócio

Rio Grande do Sul inicia plantio de milho

O mês de setembro iniciou com pouca chuva e temperatura em elevação. Na primeira semana, foram registradas apenas precipitações de fraca intensidade
Por:
120 acessos

O mês de setembro iniciou com pouca chuva e temperatura em elevação. Na primeira semana, foram registradas apenas precipitações de fraca intensidade e em pontos isolados, o que torna razoável o manejo do solo e limita, em parte, avanço mais vigoroso no plantio das culturas de verão, em especial feijão e milho, que, na região Noroeste, inicia mais cedo. De acordo com o Informativo Conjuntural elaborado pela Emater/RS-Ascar, mesmo com o avanço no plantio do milho em algumas regiões, a semeadura segue atrasada no Estado.

O mercado do milho no Estado mantém-se aquecido, com aumento dos negócios e no preço da saca de 60 quilos do cereal, puxado pela demanda no mercado internacional. O valor médio da saca foi de R$ 17,64, 2,20% a mais do que na semana passada, com variação entre R$ 16,00 a R$ 19,00 o saco.

O feijão também é semeado, em especial nas áreas de produção do Médio Alto Uruguai e em alguns microclimas de regiões ao Norte do Estado, em que a germinação é lenta em razão das baixas temperaturas. É bem possível que a área de lavoura a ser plantada no Estado sofra redução. Essa perspectiva de diminuição se dá em decorrência dos baixos valores recebidos pelos agricultores por sua produção nas últimas safras. Na última semana, no Estado, o preço médio da saca de 60 quilos do feijão preto foi de R$ 46,60, aumento de 1,55% ante a anterior, ocorrido pela finalização de estoque nas mãos de produtores.

Na soja, já se percebe áreas em preparo para o plantio, porém muitas destinadas a essa lavoura se encontram com cobertura do solo e ainda com lavouras de trigo e cevada. Os produtores encaminham os projetos às instituições financeiras para receberem os empréstimos de custeio da lavoura, e realizam pedidos de compras nas revendas de insumos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink