Rizicultores temem ficar sem lucro com a colheita em Massaranduba/PB
CI
Agronegócio

Rizicultores temem ficar sem lucro com a colheita em Massaranduba/PB

Preço da saca de arroz pode ficar abaixo da taxa mínima de R$ 25,80
Por:
Nos campos dedicados à rizicultura, agricultores passam pela mesma preocupação em quase todas as safras.
 
Além de o mercado oscilar os preços do arroz constantemente, agora as perspectivas econômicas apresentam fatores que indicam a queda do valor mínimo da saca de 50 quilos. Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Massaranduba (PB), Lúcio Stolf, a desvalorização do dólar e o estoque elevado do alimento combinado ao baixo preço do arroz vendido nos comércios apontam tempos árduos para a próxima colheita, em janeiro de 2011. “A expectativa não é boa. Tem tudo para baixar o preço mínimo de R$ 25,80 da saca de arroz”, diz.

Nessa previsão, o superintendente da Cooperativa Juriti de Massaranduba, Silvério Orzechowski, também confirma a tendência de queda do preço da saca. “O arroz pode cair para R$ 23, principalmente se o dólar continuar em queda”, alerta. Na colheita da safra de 2009/2010, o valor oscilou entre R$ 26 e R$ 30, enquanto o ideal seria R$ 35 para os produtores conseguirem ter lucro.

E há ainda outro elemento que pode somar mais riscos para o futuro da safra de arroz. “Percebemos uma queda de 25% no consumo do arroz no Brasil nos últimos 30 anos. Hoje as pessoas fazem suas refeições fora de casa e muitas mulheres ingressaram no mercado de trabalho. A população brasileira vem crescendo, mas o consumo de arroz não”, observa Orzechowsk.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink