Rondônia inicia vazio sanitário da soja
CI
Soja

Rondônia inicia vazio sanitário da soja

Medida vai até 15 de setembro e visa diminuir e controlar a ferrugem asiática, uma das principais pragas da soja
Por:

Teve início o vazio sanitário da soja em Rondônia. A medida vai até 15 de setembro. A intenção é diminuir e controlar a ferrugem asiática, uma das principais pragas deste tipo de lavoura.

A doença pode causar danos em até 90% do cultivo da soja. Além de não realizar o plantio do grão, o produtor também deve eliminar todas as plantas voluntárias, aquelas que crescem a partir de sementes derrubadas pela cultura anterior.

O não cumprimento do vazio sanitário pode acarretar em multa que varia de R$ 1,3 mil a R$ 6,5 mil, dependendo da situação.

Após o vazio sanitário, os produtores devem cadastrar as áreas na Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia, pelo site: www.idaron.ro.gov.br ou em uma unidade de atendimento.

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento, na safra 2016/2017 foram produzidas mais de 900 mil toneladas de soja em Rondônia, representando um aumento de 18% em relação à safra anterior.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.