Rondônia Rural Show: sucesso ainda reflete no Estado
CI
Agronegócio

Rondônia Rural Show: sucesso ainda reflete no Estado

Por:
A maior feira de tecnologias e negócios agropecuários – 1ª Rondônia Rural Show, já realizada na região norte, no período de 24 a 27 de maio, superou as expectativas em todos os segmentos negociados durante o evento. Mais de duas mil propostas foram recebidas, mais de 350 tratores vendidos e R$ 186 milhões movimentados em função do evento. Satisfeitos com o que viram na Feira agricultores procuram a Emater para novas propostas.


A iniciativa do Governo de Rondônia, através da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri) foi, sem dúvidas, um dos maiores incentivos ao desenvolvimento e à modernização do setor produtivo no Estado. A comissão organizadora do evento ficou irradiante quando percebeu que a meta inicial de movimentar 60 milhões de reais durante o evento havia superado em mais de 300% e que a expectativa é de ultrapassar R$ 200 milhões com as ações pós-feira, já que os bancos deram um prazo de mais 30 dias para manter os benefícios oferecidos para o evento. Com isso o governador Confúcio Moura já autorizou inserir no calendário do Estado a segunda edição da Feira para o próximo ano.

A Rondônia Rural Show foi apresentada à população rondoniense com o intuito de ser uma feira diferente. A ideia era possibilitar aos produtores rurais, desde o de pequeno porte até o de maior poder aquisitivo, acesso ao crédito, às tecnologias de ponta, aos conhecimentos técnicos avançados e à troca de informações em busca de uma produção com qualidade e sustentabilidade.

Durante o evento cerca de 300 estandes entre máquinas e implementos, casas agropecuárias, grandes e pequenas indústrias, agroindústrias familiares e comércios entre outros foram distribuídos por todo o Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná, para receber os, aproximadamente, 26 mil visitantes que por ali passaram. Além de visitarem a Feira, todos os participantes tiveram a oportunidade, ainda, de assistir palestras com especialistas renomados nas diversas áreas do segmento agropecuário e ambiental.


Crédito facilitado

A participação das instituições financeiras foi fator preponderante para o sucesso do agronegócio durante a Rondônia Rural Show. O crédito foi facilitado com a iniciativa do governo estadual que encaminhou Projeto de Lei à Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para criação de um fundo de subsídios ao agricultor familiar. Com entendimento e apoio da comissão de agricultura da ALE os deputados estaduais aprovaram e o governador sancionou a Lei No 655/2012, criando o Fundo Estadual de Desenvolvimento e Fortalecimento da Agricultura Familiar (Fedaf).



Com o Fundo os agricultores têm juros subsidiados, ou seja, “juros zero” para financiamentos até o valor de R$ 50 mil contratados pela linha de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Esse incentivo permitiu que muitos agricultores familiares, que não tinham condições para investir em suas propriedades tivessem acesso e meios para adquirirem as novas tecnologias. Essa ação foi consolidada pelo vice-presidente do Banco do Brasil na área de agronegócios, Osmar Dias que, durante a sua estadia em Rondônia para participar do evento destacou a parceria com o Estado e o apoio às ações do Fedaf.



A participação da Emater, parceira na realização do evento e que disponibilizou seus técnicos em tempo integral, para ficar à disposição dos agricultores, contribuiu para aumentar o volume de negócios. De acordo com o secretário executivo da Emater, Elisafan Batista de Sales, mesmo após o término da Rondônia Rural Show a demanda continua. “Os agricultores continuam nos procurando querendo fazer suas propostas e garantir os benefícios oferecidos durante a Feira”




Esfera federal

Empresas de representatividade nacional e órgãos governamentais da esfera federal deram um toque a mais na Rondônia Rural Show. O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), representado na abertura pelo secretário nacional da agricultura familiar, Laudemir Muller, marcou presença na Feira mobilizando as empresas parceiras da linha de crédito “Mais Alimentos” do Pronaf e, somente nos dias de evento, contabilizou mais de mil propostas de financiamento para aquisição de 351 tratores, 80 caminhões, 20 microtratores e mais de 400 outros itens entre máquinas e implementos. Segundo o coordenador do “Mais Alimentos”, Marco Antônio Viana Leite, os números da Feira representaram “aproximadamente um terço de todo o valor contratado na safra passada (2010/2011) no estado”.

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho, impossibilitado de participar do evento para atender convocação da presidente Dilma, enviou seu assessor especial, Francisco Jardim, que apresentou o registro da primeira variedade de café de Rondônia: a cultivar de café Conilon BRS Ouro Preto (Coffea canephora Pierre ex Froehner), desenvolvido pela Embrapa. Jardim também teceu elogios ao modelo de produção de carne em Rondônia, dizendo que o Estado foi referência na França. Segundo ele, “o fato de Rondônia exportar carne para 35 países com um rebanho de 12 milhões de cabeças chamou a atenção”, o que mostra que o Estado está no caminho certo para o agronegócio.

O Senado também teve sua representatividade na Rondônia Rural Show com a realização da audiência pública da Comissão da Agricultura e Reforma Agrária para debater as políticas agrícolas do país. Além da presença do presidente da Comissão, senador Acir Gurgacz, a audiência contou com a participação nos debates, dos senadores, Ivo Cassol e Valdir Raupp, de Rondônia, e Ana Amélia, do Rio Grande do Sul; do assessor especial do Mapa, Francisco Jardim; do vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias; do secretário da Seagri, Anselmo de Jesus; e do secretário executivo da Emater, Elisafan Sales.


Para o secretário Anselmo de Jesus, da Seagri, a Rondônia Rural Show cumpriu com a missão de se tornar uma grande vitrine de negócios para o setor produtivo na região norte. Segundo ele, essa ação já criou condições para que os produtores rurais acessem recursos tecnológicos e assim melhorem o processo produtivo em suas propriedades.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink