Roraima: Governo faz Dia de Campo e entrega licenças ambientais

Agronegócio

Roraima: Governo faz Dia de Campo e entrega licenças ambientais

Na ocasião, serão entregues 115 licenças ambientais e 58 outorgas de água para produtores da região
Por:
504 acessos

Na ocasião, serão entregues 115 licenças ambientais e 58 outorgas de água para produtores da região

Maior produtor de laranja do Estado, o município de Rorainópolis recebe nesta quarta-feira, 16, o 1º Dia de Campo de Citros, promovido pela Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos) e pela Seapa (Secretaria de Agricultura e Pecuária). A governadora Suely Campos participará da abertura, às 9h, no Sítio São Francisco, localizado na Vicinal 10, Km 10, lote 49. O evento segue até o dia 18. Na ocasião, serão entregues 115 licenças ambientais e 58 outorgas de água para produtores da região.

Conforme levantamento da Aderr, Rorainópolis tem 141 produtores de laranja e 11 de limão. São 91.773 pés de laranja e 8.715 de limão. Em todo o Estado, a produção legalizada de citros movimentou no ano passado R$ 1,8 milhão, com exportação de laranja e limão principalmente para Manaus (AM), hoje o grande consumidor das frutas roraimenses, embora também haja constante demanda dos mercados da Venezuela, países do Caribe, América do Norte e Europa. 

Os municípios do Sul do Estado concentram o maior número de produtores e o governo vem realizando um trabalho de legalização dessa produção, com a regularização ambiental, através da Femarh; o cadastramento da produção e a fiscalização quanto a ocorrência de pragas, pela Aderr e a assistência técnica prestada por técnicos da Seapa, com o objetivo de aumentar a produção e a comercialização dessas frutas. 

Conforme a governadora Suely Campos, o Dia de Campo que vai ocorrer nesses três dias, em diferentes sítios de Rorainópolis, é um evento técnico de capacitação dos produtores da região. “Eles receberão palestras e orientações de profissionais das secretarias estaduais e também da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e do IFRR (Instituto Federal de Roraima), que são nossos parceiros neste evento”, disse, ao acrescentar que o incremento da fruticultura melhora as perspectivas econômicas no Estado, com a geração de emprego e renda no campo. 

A Femarh realizará palestra sobre o licenciamento ambiental para pequenos produtores, além de entregar 115 licenças e 58 outorgas de água emitidas para a região. O presidente da fundação, Rogério Martins, explicou que as palestras contribuirão para dar mais condições aos produtores. “Rorainópolis já tem um polo bem consolidado de produção de laranja e de limão, então nós estamos indo para dar mais condições de trabalho e, com, isso, contribuir para o aumento da produtividade na região. Essa é a meta do Governo do Estado, que é dar condições para o setor produtivo avançar”, enfatizou.

A Aderr levará engenheiros agrônomos para falar sobre certificação fitossanitária, Lei do Selo dos Produtos Artesanais e dados sobre o levantamento da produção de citros na área.  “A Aderr é o órgão responsável por orientar, auxiliar, fiscalizar, viabilizar e promover a comercialização lícita desses produtos para a exportação. Fizemos um diagnóstico completo do setor em todo o Estado para regularizar as propriedades que cultivam citros e garantir o controle das pragas que atingem essa culturas”, explicou Vicente Barreto, presidente da Aderr.

A Seapa realizará palestra sobre adubação e tratos culturais. De acordo com o secretário-adjunto de Agricultura, Volnei Costa, a região foi escolhida por ter grande concentração de produtores de laranja e limão. “Nós escolhemos essas vicinais por que têm forte produção de citricultura. Levaremos informações sobre tecnologias e os produtores poderão tirar suas dúvidas”, disse.

Já os profissionais da Embrapa, prestarão esclarecimentos sobre Cancro Cítrico, as principais pragas e doenças de citros, manejo e conservação de solo nos pomares. O IFRR vai apresentar palestra sobre o Ácaro Hindustânico.

PROGRAMAÇÃO

No primeiro dia, 16, o evento será realizado no Sítio São Francisco, localizado na Vicinal 10, Km 10, lote 49, das 8h às 17 horas. No dia 17, será a vez do Sítio Hollyood, na Vicinal 14, Km 9, lote 185, também das 8h às 17 horas. O terceiro e último dia, será no Sítio Sá, Vicinal 36, Km 4, lote 8, das 8h às 12 horas.

CITRICULTURA

O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de suco de laranja do mundo. Esse segmento movimenta uma grande parte do setor comercial do país, gerando emprego e a formação de capital para o fortalecimento da fruticultura nacional. Os atrativos dos citros residem no elevado valor nutricional, alto índice de fibras, água e vitaminas. 

Em todo o país, o crescimento médio anual da área plantada é de 12%. Roraima acompanha essa tendência nacional, com um crescente incremento da área plantada com espécies frutícolas, levando o governo a criar a Câmara Setorial de Fruticultura.

Levantamentos realizados pela Aderr em 2015 e 2016 apontam futuro promissor para a atividade, pois boa parte do citros consumidos no Estado vem do sul do país. No ano passado, além de abastecer o mercado local, foram exportados para Manaus 1457 toneladas de laranja e 412 toneladas de limão. . 

As visitas técnicas resultaram na legalização de 486 plantios. A grande preocupação do governo é com o controle do cancro cítrico e do ácaro hindu. “Nesses quase dois anos da atual, estamos fazendo um trabalho sério de fiscalização e orientação dos produtores e o resultado é a legalização das plantações, para estimular a atividade e aumentar a  comercialização”, explicou Vicente Barreto.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink