RS: agricultores participam de Dia de Campo Sobre Manejo de Solos e Cultivo de Trigo
CI
Imagem: Marcel Oliveira
AGRICULTURA

RS: agricultores participam de Dia de Campo Sobre Manejo de Solos e Cultivo de Trigo

Um grupo de cerca de 30 agricultores participou de um Dia de Campo Sobre Manejo de Solos e Cultivo de Trigo
Por:

Um grupo de cerca de 30 agricultores participou na tarde de terça-feira (06/10) de um Dia de Campo Sobre Manejo de Solos e Cultivo de Trigo. Organizada pela Emater/RS-Ascar, que atua vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado, a atividade foi dividida em duas etapas, sendo a primeira realizada em Estrela, na propriedade da família Kich, em Novo Paraíso, e a segunda, em Teutônia, onde a família Fries, da Linha Wink, foi a anfitriã.

Nas estações de trabalho, discutiu-se a viabilidade técnica e econômica do trigo na região e quais as cultivares do grão indicadas pela Embrapa para o Vale do Taquari. Na ocasião também foi demonstrada a correta coleta de amostragem de solos em diferentes sistemas de cultivo, convencional e de plantio direto. O objetivo geral do encontro foi reforçar a importância do manejo adequado do solo, que reflete diretamente no sistema como um todo, salienta o extensionista da Emater/RS-Ascar, Carlos Fries.

Unidade de Referência com histórico de manejo integrado de construção de fertilidade do solo, a propriedade de Nelson e Leni Fries é acompanhada pelo serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) desde 2014. Desde o começo, a intenção foi identificar os fatores críticos para o cultivo de grãos nessas áreas, atacando-os de forma sustentável, com viabilidade técnica e com planejamento de culturas rotacionadas, explica Fries. Não por acaso, o cultivo sucessivo com variedades diferentes já está planejado até o ano de 2037, completa o extensionista.

A experiência vivenciada pela propriedade também foi parte do Dia de Campo, com demonstrações sobre controle de plantas daninhas, correção da acidez e monitoramento de pragas e doenças, que possibilitaram o aumento da fertilidade. Por sinal, essa será a primeira safra em que vai se trabalhar apenas com a adubação do sistema e não com correção exclusiva para a cultura, explica Fries, que reforça a importância da rotação de milho, trigo sarraceno, soja, nabo forrageiro e aveia para a manutenção da fertilidade do sistema.

Todas as estações foram apresentadas por extensionistas da Emater/RS-Ascar, sendo eles Álvaro Trierweiler, Alano Tonin e Marcos Schäfer, além de Carlos Fries. A atividade também foi acompanhada por agricultores e pelos gerentes da Emater/RS-Ascar na região, Marcelo Brandoli e Carlos Lagemann, supervisores e outros representantes, todos respeitando as orientações de saúde para a prevenção da pandemia de Covid-19, caso do uso de máscara e do respeito ao distanciamento social.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink