RS: agroindústrias familiares recebem registros em Morro Redondo
CI
Imagem: DIVULGAÇÃO
AGRONEGÓCIO

RS: agroindústrias familiares recebem registros em Morro Redondo

A entrega oficial do registro ocorreu no domingo (10/04)
Por:

Duas agroindústrias familiares de Morro Redondo receberam o registro do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e de adesão ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf), o que possibilita que seus produtos sejam comercializados em todo o Estado. A entrega oficial do registro ocorreu no domingo (10/04), durante a III Feira do Artesanato e Produtos Coloniais, promovida pela Associação de Empreendedores Turísticos de Morro Redondo/Roteiro Turístico Morro de Amores.

A conquista integra as ações da equipe municipal da Emater/RS-Ascar de Morro Redondo, através da execução do Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e da Prefeitura de Morro Redondo.

Os estabelecimentos manipulam produtos de origem animal. A Agroindústria João de Barro, já tradicional na região com seus doces de frutas, participante da Fenadoce, Expoagro e Expointer, agora coloca no mercado o Doce de Leite e a Ambrosia. Já a Agroindústria de Embutidos Novack, que inicia as atividades de fabricação de linguiça mista defumada, amplia a oferta de produtos de origem animal no município, "iniciativa que está viabilizando a sucessão, visto que a família já desenvolvia ações nesse sentido", destaca a extensionista rural da Emater/RS-Ascar de Morro Redondo, Adriane Lobo.

Nas ações do Peaf, agroindústrias recebem todo o apoio da Emater-RS/Ascar, desde o início, na elaboração do projeto, passando pela formatação da rotulagem, até os trâmites necessários para o cumprimento de todas as exigências legais para a comercialização, além do apoio para participação em feiras e outros mercados.

Das agroindústrias cadastradas no Peaf no município de Morro Redondo, seis estão regularizadas e ofertam doces de frutas, sucos, vinho, panificados, ovos, queijos, bebida láctea, linguiça e defumados.

"Para nós da Emater é uma grande alegria o dia de hoje, pois acreditamos que o desenvolvimento local pode ser alavancado pelas agroindústrias familiares, ainda mais em um munícipio que tem na agricultura familiar a base do meio rural e a cultura colonial presente em quase todas as famílias. O desenvolvimento, quando consolidado, irradia para todo o município e para a região" finaliza Adriane.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.