RS: amostras confirmam deriva de herbicidas
CI
Imagem: Pixabay
ALERTA

RS: amostras confirmam deriva de herbicidas

Além do 2,4D também foram encontrados outros três tipos de herbicidas
Por: -Eliza Maliszewski

A Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários (Disa) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul (Seapdr)  divulgou os resultados das amostras de deriva de herbicidas hormonais em diversas culturas.

Os primeiros laudos atestaram que de 18 amostras, 50% deram positivo para o uso de herbicidas hormonais. Das 9 positivas, 8 foram colhidas em propriedades diferentes e 4 apresentaram o princípio ativo Clomazona, indicando que teve propriedade rural que foi atingida não só pelo herbicida hormonal 2,4D mas também por outro herbicida.

O levantamento foi realizado no período de 1º de agosto a 05 de novembro, atendendo as denúncias referentes à safra de verão 2020/21. Até o dia 05 de novembro já eram 61 propriedades rurais distintas com registro de denúncias em virtude de deriva de vários agrotóxicos, sendo que nestas foram coletadas 64 amostras.

“Numa análise mais de 39 propriedades rurais tinham sintomas visuais de herbicidas hormonais. Ou seja, 64% do número total de propriedades rurais que fizeram as denúncias. O levantamento final dependerá dos resultados químicos”, afirma Rafael Lima, chefe da Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários da Seapdr.

O número de denúncias cresceu 83% e as coletas de amostras aumentaram em 16%. Nos 24 municípios prioritários, aqueles listados pelas instruções normativas no ano passado, foram realizadas coletas de amostras em 29 propriedades rurais denunciantes, um aumento de 26%. Nem todas as 29 propriedades tiveram deriva de hormonais, já que houve registro do uso de outros produtos como o Clomazona, Glifosato, e Paraquate. 

O município de Jaguari, que está entre os municípios prioritários, teve até o momento 10 propriedades com registro de denúncia por deriva, representando 35,7% das propriedades atingidas nos 24 municípios prioritários. Aind aparceram casos inéditos em municípios como Bagé, Cacique Doble, Itaqui, Lavras do Sul e Mata.


 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink