RS: chuvas contribuem para desenvolvimento do milho no Estado
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
AGRICULTURA

RS: chuvas contribuem para desenvolvimento do milho no Estado

As chuvas esparsas e de baixos volumes em algumas regiões contribuíram para o desenvolvimento dos cultivos
Por:

As chuvas esparsas e de baixos volumes em algumas regiões do Rio Grande do Sul contribuíram para o desenvolvimento dos cultivos e ao avanço do plantio do milho, que já chega 92%. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta quarta-feira (30/12) pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), 6% da cultura já está colhida; 16% em fase em fase de floração; 21% em maturação; 27% em germinação e desenvolvimento vegetativo e 30% em enchimento de grãos.

As precipitações esparsas e de volumes variados ocorridas na última semana também contribuíram para o avanço do plantio da soja no Estado, que chega a 98%, sendo 87% em germinação e desenvolvimento vegetativo; 12% em floração e 1% em enchimento de grãos.

O predomínio de tempo firme, até porque as chuvas ocorreram esparsas e em geral com baixos volumes, a alta taxa de insolação e as temperaturas de amenas a altas no Estado contribuíram para o adequado desenvolvimento dos cultivos de arroz que já está completamente semeado, sendo 85% da cultura em germinação e desenvolvimento vegetativo; 13% em floração e 2% em enchimento de grãos.

OLERÍCOLAS
Na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, as condições de clima, de modo geral, foram favoráveis às principais culturas. Entretanto, ocorreram ventos fortes acompanhando a chuva e a queda de granizo em Alegrete, com danos pontuais em algumas produções conduzidas sem proteção. Na atividade de produção de sementes na região da Campanha, em Candiota e Hulha Negra, a colheita das lavouras de coentro foi finalizada. Os produtores estão realizando a pré-secagem das sementes em lonas, e a atividade foi bastante favorecida pelo clima seco predominante.

FRUTÍCOLAS
Na região de Ijuí, o período foi de grande demanda por frutas para as comemorações natalinas, favorecendo a comercialização direta aos consumidores nas feiras e locais de venda nas rodovias. Destacam-se na região as culturas da melancia e melão, com grande produção, frutos com tamanho normal, não afetados pelos períodos de baixas precipitações, e com sabor adocicado, conquistando consumidores. A produção na cultura do morango apresenta diminuição, considerada normal para a época do ano, mas com demanda forte na semana.

PASTAGENS
Com as chuvas ocorridas nas semanas anteriores, a oferta de pastagem aumentou consideravelmente. As áreas de campo nativo apresentam bom desenvolvimento em reação às condições favoráveis de solo, temperatura e insolação, mantendo boa disponibilidade de forragens na maior parte delas. As espécies forrageiras cultivadas também estão com bom desenvolvimento, em muitos casos favorecidas pelas adubações em cobertura realizadas após o retorno da umidade. Além disso, as condições de tempo favoráveis permitem o plantio de novas áreas de pastagens.

OVINOCULTURA
As condições corporais do rebanho ovino continuam bastante satisfatórias, com bons índices de ganho de peso devido à melhora na oferta de pastagens nativas e cultivadas e de água de qualidade. Os controles da verminose continuam, porém não se registra alta incidência da mesma. 

Acesse o Informativo Conjuntural completo em https://bit.ly/3pCrFao


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink