RS: Embrapa terá presença forte na Expoarroz

Agronegócio

RS: Embrapa terá presença forte na Expoarroz

Empresa será a responsável por organizar o primeiro painel técnico da exposição
Por: -Joana
1063 acessos
A Embrapa vai ter uma presença destacada na edição 2011 da Expoarroz, feira de negócios voltada à cadeia do arroz que será realizada em Pelotas/RS entre os dias 10 e 13 de maio. A empresa de pesquisa vai coordenar o painel técnico do primeiro dia de exposição, na terça-feira, e vai apresentar suas novas cultivares de arroz durante todo o evento.


A Unidade de Clima Temperado da Embrapa, de Pelotas, vai abrir a programação técnica do evento com o painel “Diversificando o Mercado de Arroz Brasileiro: oportunidades e desafios”. O presidente da Federarroz, Renato Caiaffo da Rocha, será o debatedor. Três palestras e um trio de cases vão apontar caminhos para a diversificação do uso do arroz, seja na alimentação humana e animal ou na geração de energia.

Ainda na terça-feira, na parte da tarde, a Embrapa vai levar produtores e demais integrantes da cadeia para uma visita técnica ao campo experimental da Estação Terras Baixas (ETB) da empresa, em Capão do Leão/RS – cidade vizinha a Pelotas. Os visitantes vão percorrer um trio de estações sobre o preparo do solo pós-colheita, o manejo de pastagens e a diversificação de culturas.


Novas Cultivares

Durante todo o funcionamento da feira, a Embrapa manterá um estande institucional com informações técnicas sobre as tecnologias da empresa, que apresentará detalhes sobre as três últimas cultivares de arroz lançadas: BRS CIRAD 302, BRS Sinuelo CL e BRS Pampa.

O BRS CIRAD 302 é a primeira cultivar nascida da parceria entre a Embrapa – através das Unidades Arroz e Feijão (Santo Antônio de Goiás/GO) e Clima Temperado – e o Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica França (CIRAD). O produto já vem sendo comercializado junto a indústrias, desde fevereiro, pelos agricultores da região de Uruguaiana. Seus grãos são classificados como ‘Tipo 1’, produto mais valorizado pelo mercado consumidor, com bom percentual de grãos inteiros durante o processo de beneficiamento – média de 62% de rendimento.


Além disso, os testes industriais evidenciam características culinárias valorizadas pelos brasileiros, como grãos soltos e macios após a cocção, bem como bom crescimento do produto na panela. Todas as características representam diferenciais até então considerados barreiras para os híbridos. Recomendado para o Rio Grande do Sul, a cultivar atinge produtividade média de 11 a 13 toneladas por hectare.

Já a BRS Sinuelo CL destaca-se pelo combate ao arroz vermelho, uma das principais pragas que assolam as lavouras gaúchas. Desenvolvida em parceria com a empresa química BASF, a cultivar é resistente ao herbicida Only, o que garante o controle da praga.


Trata-se do primeiro produto desenvolvido pela Embrapa destinado ao sistema. Neste modelo, o arroz está preparado para receber doses do herbicida, que ataca somente o arroz vermelho e preserva as plantas produtoras.

Por fim, o BRS Pampa é uma cultivar tradicional, que tem como destaque a qualidade dos grãos e a sanidade das plantas. É uma cultivar de ciclo precoce, de alta produtividade e de ótima qualidade de grão.

As informações são da Embrapa Clima Temperado


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink