RS: Espaço da Piscicultura apresenta resultados em produção de tilápias
CI
Imagem: Divulgação
PECUÁRIA

RS: Espaço da Piscicultura apresenta resultados em produção de tilápias

Piscicultura apresenta neste ano os resultados alcançados pela URT em sistema intensivo de cultivo de tilápias
Por:

Um dos locais mais procurados pelos visitantes do Espaço Casa da Emater na Expoagro Afubra, em Rio Pardo, a parcela de piscicultura apresenta neste ano os resultados alcançados pela Unidade de Referência Tecnológica (URT) em sistema intensivo de cultivo de tilápias. Num espaço de 720m² foram inseridos 781 alevinos com um peso médio de entrada de 9,7g. Ao final dos 180 dias de criação, cada tilápia alcançou 1,002kg, com a perda de apenas três alevinos. Na despesca realizada ao final de 2019 foram coletados 2.086,59 quilos de pescados. A receita líquida para um hectare de lâmina de água, descontados os custos de produção, pode ultrapassar os R$ 12,5 mil.

O zootecnista da Emater/RS-Ascar João Sampaio salienta que a produção de tilápias tem crescido entre os piscicultores, sendo uma excelente alternativa de renda, com baixo investimento e ocupação de pouco espaço para seu desenvolvimento. Na URT da Expoagro Afubra o manejo adequado foi uma das principais ferramentas, indo desde a roçada e a limpeza do fundo do viveiro, passando pela desinfecção com o uso de cal virgem e colocação de rede antipássaro e de tela de saída e de entrada de água.

Já o manejo da água buscou observar o controle de qualidade por meio de leituras diárias de temperatura, cor e transparência e de eventuais mortalidades. "Além disso, de quinze em quinze dias era feita a leitura de pH, de amônia e de nitritos, além de ser observada a manutenção do nível da água", destaca Sampaio. Detalhes como ganho de biomassa e taxa de conversão formam o conjunto de fatores analisados pelos extensionistas. "Trata-se de um monitoramento realizado há quatro anos com ótimos resultados", avalia o zootecnista.

A orientação das ações e o acompanhamento do crescimento dos peixes, com prevenção de mortes e de entrada de predadores é realizada por meio de parceria com a Afubra, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado, Supra, Kera, RF Aeradores e Casa Schwertner, que forneceram rações, probióticos, equipamentos de aeração e alimentadores, assim como as redes e os equipamentos. Na parcela também estão sendo fornecidas informações sobre o Programa de Piscicultura da Seapdr e sobre o Programa de Construção de Viveiros em Piscicultura.

Outras ações

Além das informações sobre a produção de tilápias e de outros pescados, como a carpa em produção semintensiva -, a parcela de piscicultura tem contado com demonstrações diárias de despesca, com vistas a orientar os produtores para a prática, com correto manejo de rede, uso de equipamento de proteção e técnicas corretas para a atividade. Além desta, a demonstração e o fomento de introdução de alevinos, com a correta adaptação térmica e preparação do açude tem sido abordadas por meio de práticas.

Já na cozinha do espaço, que conta com a participação de alunos e professores do Curso de Gastronomia da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), a culinária à base de pescado com demonstração de receitas à base de peixes também destaque, tem o objetivo de estimular o consumo. No local também é possível degustar pratos e saber mais sobre defumação. Antes disso, na Unidade de Demonstração de abate, evisceração e cortes, o público pode compreender o processo artesanal de processamento de pescados.

A Expoagro Afubra segue até o próximo sábado (26/03). No Espaço Casa da Emater também estão sendo apresentadas parcelas com temas como turismo rural, saneamento ambiental, secagem e armazenagem, solos, plantas bioativas, pecuária familiar, fruticultura, floricultura, bovinocultura de leite, cooperativismo, agroindústria familiar, artesanato rural e apicultura, entre outros. Já a cozinha show sensibilizará os visitantes quanto à importância do uso das plantas medicinais, aromáticas e condimentares e no aproveitamento das carnes ovina e suína, como forma de agregação de valor e consumo das famílias.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.