RS: Feiras do Peixe são realizadas na região Norte do Estado
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PISCICULTURA

RS: Feiras do Peixe são realizadas na região Norte do Estado

A comercialização de peixes se intensifica nessa semana que antecede a Páscoa
Por:

A comercialização de peixes se intensifica nessa semana que antecede a Páscoa. Na região Norte do Estado, alguns municípios organizaram feiras e espaços para comercialização de peixes. De acordo com o levantamento realizado pela Instituição em todo o Estado, que trata sobre a expectativa de comercialização de peixe durante a Semana Santa, na região Norte do Estado serão realizadas 15 feiras/espaços de comercialização, com uma expectativa de venda superior a 220 mil kg, chegando a um valor comercializado próximo de R$4 milhões.

A Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), através das equipes de extensionistas, planeja e executa várias atividades nas áreas de piscicultura, durante todo o ano, junto aos agricultores. Os extencionistas elaboram projetos e orientam os produtores na construção dos viveiros, na calagem e na adubação, na introdução dos alevinos, no manejo e controle da qualidade da água, na alimentação dos peixes, no controle das doenças, na despesca e, por último, na comercialização da produção e nas formas de consumo do peixe produzido.

Ainda segundo o levantamento da Emater/RS-Ascar, a maior parte da comercialização de peixe no RS ainda ocorre durante a Semana Santa. Estima-se que esta quantidade represente de 20 a 25% da produção total do ano. Em comparação ao ano passado, houve diminuição do número de municípios que apresentaram informações sobre a comercialização de peixe, passando de 467 para 352 escritórios locais. O volume a ser comercializado, de acordo com a estimativa, também diminuiu, passando de 3.033.123 kg para 2.021.570 kg, uma redução de aproximadamente 33,35%.

Quando comparado com o preço médio praticado no ano passado, houve um aumento na previsão de valor de aproximadamente 31,68 % (passou de R$ 14,08 para R$ 18,64) quando se considera a média geral do quilo dos produtos a serem comercializados. No entanto, quando se observa o valor bruto do peixe comercializado verifica-se uma redução de 12,26% (R$ 42.711.839,40 x R$ 37.485.046,80), ou seja R$5.266.792,70 a menos.

Os gerentes regionais da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen, Luciano Schwerz e Cleomar de Bona, estão acompanhando a realização das feiras em alguns municípios. O município de Sarandi, por exemplo, realiza a feira do peixe nesta quarta e quinta-feira (31/03 e 01/04), no Salão da Agricultura Familiar. A expectativa dos organizadores é comercializar cinco toneladas de carpas, além de filés de tilápia da agroindústria local, durante os dias de feira. Cristal do Sul, Palmeira das Missões, Novo Barreiro, Iraí e Rodeio Bonito são alguns dos municípios que também estão realizando feiras do peixe nessa semana ou organizaram a comercialização de pescado diretamente das propriedades rurais.

Os municípios que estão promovendo feiras e espaços de comercialização estão utilizando materiais do Projeto Juntos pelas Agroindústrias para estruturação desses eventos, como uso de tendas e barracas, para auxiliar os produtores na comercialização, sendo este um dos objetivos do projeto realizado em parceria entre Emater/RS-Ascar com a Sicredi Alto Uruguai (RS/SC/MG), Sicredi Raízes (RS/SC/MG) e Sicredi Região da Produção (RS/SC/MG).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink