RS: soja tem maturação desuniforme
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
SAFRA

RS: soja tem maturação desuniforme

A colheita chega a 34% no Estado e umidade impede entrada de máquinas
Por: -Eliza Maliszewski

A colheita de soja já chega a 34% no Rio Grande do Sul. A sequência de chuvas ocorridas nas regiões aumentou a umidade nas lavouras, impedindo, em algumas localidades, a entrada de máquinas. A desuniformidade na maturação dos cultivos tem se mantido presente, o que tem feito os produtores adotarem o uso de dessecantes em pré-colheita para auxiliar na operação.

Com o avanço nos estádios de desenvolvimento do cultivo de soja identificou-se a presença de esporos da ferrugem asiática em todo o território gaúcho. Com relação a identificação de pontos com a doença em lavouras de soja no Rio Grande do Sul, são de nove neste momento, localizados nos municípios de Bagé, Capão do Leão, Pelotas, Camaquã, Palmares do Sul, Soledade, Santa Bárbara do Sul, Santa Rosa e Uruguaiana. 

De acordo com o levantamento semanal de preços realizado pela Emater/RS-Ascar no Rio Grande do Sul, manteve-se a tendência de queda. A redução no preço médio da saca de soja foi de 7,89% em relação à semana anterior, passando de R$ 190,28 para R$ 175,09. O produto disponível em Cruz Alta também acompanhou a queda de preço, com redução de 2,31% em relação à semana anterior, sendo cotado a R$ 190,00/sc.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.