RS: veranico chega ao fim e temperaturas voltam a cair
CI
Imagem: Arquivo
AGROTEMPO

RS: veranico chega ao fim e temperaturas voltam a cair

Instabilidade volta a atingir grande parte do território gaúcho
Por: -Aline Merladete

O tempo seco e as altas temperaturas estão com as horas contadas no Rio Grande do Sul, a instabilidade volta a atingir grande parte do território gaúcho.

Desde o dia 17 de julho o tempo estava sob a influência de um bloqueio atmosférico, que é uma região de alta pressão em médios níveis na atmosfera. O bloqueio, até então, estava impedindo a chegada de sistemas frontais para a região. As frentes frias no inverno são bastante associadas a chegada de chuvas e massas de ar polar. E essa condição do bloqueio favoreceu para que as temperaturas ficassem muito acima da média para o período e sob influência dos ventos mais quentes e secos soprados de norte, vindos do centro do país. 

De acordo com o consultor do Agrotempo, Gabriel Rodrigues, após esse período de veranico - um período de estiagem, acompanhado por calor intenso, forte insolação e baixa umidade relativa em pleno inverno - uma frente fria avança pelo estado provocando uma mudança no tempo, com a possibilidade de temporais isolados na região de  fronteira com o Uruguai e centro sul, entre a tarde de sexta e a manhã de sábado (25), mas sem grande volumes de chuvas.

Em relação às temperaturas, a parcela sul do estado já apresentam valores característicos da massa de ar polar que se estabelecerá após a passagem do sistema frontal. E as temperaturas mínimas de hoje (24) nessa região serão registradas na parte da tarde como em Uruguaiana, Quaraí, Santana do Livramento, Dom Pedrito, Bagé e Jaguarão. Enquanto que na parcela norte do estado as temperaturas seguirão em elevação até o final do dia e em queda acentuada durante a noite e manhã de sábado. 

Para domingo (25), a frente fria estará posicionada mais ao norte sobre o estado de Santa Catarina e o estado do Rio Grande do Sul fica sob influência da massa de ar polar. Dando condições para a formação de geadas fraca a moderada, principalmente nas fronteiras entre Argentina e Uruguai. Vale ressaltar que essa massa de ar polar não será tão rigorosa quanto aquelas da segunda semana de Julho. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink