RS amplia cultivo de milho transgênico

Agronegócio

RS amplia cultivo de milho transgênico

Área de milho transgênico deverá saltar de 9% na safra passada para 50% no próximo ciclo
Por:
559 acessos

A área de milho transgênico deverá saltar de 9% na safra passada para 50% no próximo ciclo no Estado. A estimativa é da Abramilho e tem como base a liberação comercial da CTNBio de seis variedades geneticamente modificadas. 'Não tenho dúvida que mais da metade da área vai ser de transgênico', aposta o presidente da Abramilho, Odacir Klein.

Conforme Klein, a expansão do cultivo de milho transgênico não deve prejudicar as exportações. 'Alguns dizem que o milho não-transgênico vai ter valorização, mas não vejo ninguém ofertando. Se quiserem incentivar o convencional, é preciso ter estímulo econômico.' Ele explica que as compras hoje concentram-se em mercados como Irã e Arábia Saudita. 'Se o transgênico prejudicasse, os EUA e a Argentina não teriam mercado', alega.

O diretor técnico da Cooplantio, Dirceu Gassen, reforça a posição de Klein. 'Isso aconteceu com a soja há alguns anos e, hoje, esse assunto não faz parte das preocupações.' Segundo Klein, a principal vantagem da tecnologia é o aumento da produção e a redução no uso de defensivos. Para ele, este aumento poderá compensar a expectativa de redução de 4% na área. 'A semente é mais cara, mas exige menos aplicações. Quem usar vai ganhar mais.'

Gassen salienta que quem optar pelos transgênicos precisa considerar aspectos como a necessidade refúgio de 10% de milho convencional. 'Os novos híbridos têm maior potencial de produção, mas é importante que o produtor esteja informado para fazer a escolha mais adequada.'

Na safra anterior, a participação de mercado no RS do Yieldgard, da Monsanto, resistente à lagarta do cartucho, foi inferior a 2% e a projeção é que chegue a 35%. O gerente de negócios da região Sul da Monsanto, Marcelo Gatti, diz que a comercialização começou e indica que a demanda será maior do que a oferta.

A questão estará em pauta, de terça a quinta-feira, na 54ª Reunião Técnica Anual do Milho, em Veranópolis.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink