Agronegócio

RS apreende carga de costela bovina em Barra do Guarita

Nota fiscal adulterada declarava a carga de carne e subprodutos de frango
Por: -Assessoria de Imprensa
8 acessos

Técnicos do Departamento de Produção Animal (DPA) da Secretaria da Agricultura e Abastecimento (SAA) do Rio Grande do Sul apreenderam, nesta sexta-feira (24-11), 11 toneladas de carne bovina com osso oriundas de São Paulo com destino a Cachoeirinha, na Grande Porto Alegre. A blitz desenvolvida por servidores da Inspetoria Veterinária e Zootécnica (IVZ) de Barra do Guarita ocorreu em parceria com funcionários da Brigada Militar, da Secretaria da Fazenda e da Secretaria da Agricultura de Santa Catarina. Nota fiscal adulterada declarava a carga de carne e subprodutos de frango. A mercadoria será incinerada. Há exatamente uma semana, foi retido carregamento semelhante no posto fiscal de Iraí.

A portaria nº 200, da SAA, proíbe o ingresso no Rio Grande do Sul de gado em pé e de carne com osso originários de outros estados. O secretário da Agricultura e Abastecimento, Quintiliano Vieira, anunciou adoção de vigilância por 24 horas nos postos de fiscalização na divisa catarinense e utilização de unidades móveis para coibir a comercialização ilegal do produto. “A ação preventiva visa a manter a classificação sanitária do território gaúcho como livre de febre aftosa com vacinação e evitar prejuízos à economia”, assegura o dirigente. O diretor do DPA, Antônio Carlos Ferreira Neto, explica que todo trabalho de fiscalização sanitária se desenvolve em grupos integrados também por funcionários das secretarias da Fazenda, da Segurança e da Agricultura e do Estado vizinho.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink