RS aprova programa Troca-Troca de sementes de milho

Agronegócio

RS aprova programa Troca-Troca de sementes de milho

A previsão é de que 210 mil agricultores do Estado sejam beneficiados
Por: -Giuliano
5 acessos

A Secretaria do Estado da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) do Rio Grande do Sul concluirá, nesta terça-feira (19-06), o processo de compra do Programa Troca-Troca de Sementes de Milho. A reunião de negociação com as empresas fornecedoras acontece às 15h, na Seapa, em Porto Alegre. Durante reunião na tarde desta segunda-feira, o Conselho do Fundo de Apoio a Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper) aprovou a quantidade de sementes a serem adquiridas. Levantamento feito pelo Feaper, a partir de questionários distribuídos a pequenos proprietários, municípios e entidades, indicou que será necessária a compra de 414.490 sacas de milho híbrido e 1.592 de milho varietal.

No repasse das sementes, micro e pequenos em todo o Estado terão um subsídio de R$ 19,67 na aquisição da saca de 20 kg. A previsão é de que 210 mil agricultores sejam beneficiados. "Nossa preocupação é de que os produtores tenham uma boa colheita e facilidade de pagamento", comentou o secretário da Agricultura, João Carlos Machado. A entrega das sementes deverá ter início em 25 de junho, com conclusão até 30 de agosto. Para ter direito ao subsídio, o produtor deve residir em pequena propriedade ou próximo a ela, e ter, no mínimo, 70% da renda familiar baseada na exploração agropecuária. A renda bruta anual não pode ultrapassar R$ 40 mil.

Presidente do Conselho, Machado pediu que os conselheiros estejam presentes na tarde desta terça-feira. "Queremos ter a maior transparência e cuidado. É uma compra que envolve dinheiro público", observou Machado.

Durante a reunião do Conselho, também ficou definida a prorrogação do prazo de pagamento do Programa Troca-Troca de Forrageiras de Inverno para 20 de março do próximo ano. Para esse programa, o Estado investiu R$ 1,6 milhão. Participam do Conselho, representantes da Seapa, Cesa, Fecoagro, Banrisul, Fetag, Famurs e das Secretarias da Fazenda e do Planejamento. As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink