RS deve produzir 5 milhões de toneladas de milho


Agronegócio

RS deve produzir 5 milhões de toneladas de milho

Por: -Admin
6 acessos

A colheita de milho no Rio Grande do Sul já atinge mais de 50% das lavouras, alcançando, aproximadamente, 695 mil hectares colhidos. O levantamento semanal sobre a situação das culturas e criações, realizado pela Emater/RS, constata que o rendimento obtido confirma as expectativas de uma excelente produção, estimada em 5,253 milhões de toneladas. Os estágios das lavouras que ainda estão por colher é 24% maduro e por colher, 20% em enchimento de grãos, 4% em floração e 1% em desenvolvimento vegetativo.

Já a colheita da soja atinge 19% da área cultivada. A cultura encontra-se com 47% da lavoura madura e por colher, 38% em enchimento de grãos e 1% em floração. A produtividade também tem sido boa, chegando a 2.230 quilos por hectare, em média, no Estado.

A colheita da safrinha do feijão está em 13% da área plantada. Os demais estágios da cultura são 24% maduro e por colher, 42% em enchimento de grãos, 16% em floração e 5% em desenvolvimento vegetativo. Os produtores também estão otimistas com relação ao rendimento alcançado, que chega a mil quilos por hectare. Na cultura do arroz, a colheita chega a 28% da área, ainda com significativo atraso com relação a média histórica para o período (48%). A lavoura está com 45% da área madura e por colher, 21% em enchimento de grãos e 6% em floração. Os orizicultores estão preocupados com o alto percentual de lavouras ainda nas fases críticas de floração e enchimento de grãos. Outro fato preocupante é a previsão de dias frios, o que pode resultar em quedas na produção.

Na maior região produtora de citros do Estado, o Vale do Caí, encontra-se em andamento a colheita da primeira variedade de bergamotas, a Okitso, do grupo Satsuma, a mais precoce de todas as cultivadas no Rio Grande do Sul. O preço pago ao citricultor para essa variedade está entre R$ 7,00 e R$ 10,00 a caixa M (de mercado, em torno de 22 quilos). Em São José do Hortêncio, também está iniciando a colheita das bergamotas Caí, com 5% colhidos, e da Ponkan, com 2%. Os preços recebidos pelos agricultores são de R$ 12,00 e R$ 8,00 a caixa M, respectivamente.

Em relação às laranjas, a variedade do Céu Gaúcha já se encontra com 10% da área colhida no município de São José do Hortêncio, e com preços recebidos de R$ 10,00 a caixa M. Também iniciou a colheita dos primeiros pomares da laranja de Umbigo Bahia, alcançando preço de R$ 15,00 pela caixa M.

As pastagens de verão estão em maturação e final de ciclo, mas continuam em boas condições para a época. As de inverno já implantadas estão se estabelecendo bem. O período de plantio dessas pastagens estende-se até o final de maio e muitos produtores ainda estão trabalhando na formação das suas áreas.

Os produtores de leite, além do plantio das pastagens de inverno, continuam fazendo silagem de milho, que está apresentando bom rendimento de massa verde e excelente qualidade. O rebanho ovino de cria está em pleno período de monta. A procura por ventres para a expansão de alguns criatórios, motivada pelos bons preços da lã e da carne ovina, continua grande, mas a oferta desse tipo de animais é muito pequena.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink