RS eleva previsões de perdas por seca na safra: quebra de 4 mi t
CI
Agronegócio

RS eleva previsões de perdas por seca na safra: quebra de 4 mi t

Estado produzirá 8,7 milhões de toneladas da oleaginosa
Por:
A seca que atingiu as lavouras de grãos do Rio Grande do Sul no final do ano passado causou perdas maiores do que as projetadas inicialmente, informou nesta quinta-feira o governo gaúcho, que projeta uma quebra de safra superior a 4 milhões de toneladas, ou mais de 2 bilhões de reais.


O Estado, terceiro produtor de soja do Brasil, produzirá 8,7 milhões de toneladas da oleaginosa, contra 9,8 milhões de toneladas da previsão divulgada na quinta-feira da semana passada e ante 10,3 milhões de toneladas previstas inicialmente, apontou a Emater, o órgão de assistência técnica do governo gaúcho.


No caso do milho, a produção cairá para 3,3 milhões de toneladas, ante 3,96 milhões de toneladas da semana passada e contra um potencial produtivo de 5,3 milhões de toneladas. O Estado é o quinto produtor do cereal do Brasil.

A seca também reduziu a produção de arroz do Estado, maior produtor brasileiro desse grão, em meio milhão de toneladas, para 7,6 milhões de toneladas.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan, disse nesta quinta-feira que os dados divulgados dizem respeito às perdas já consolidadas.

"Mas se as chuvas se normalizarem a partir de agora, estes danos podem cessar", acrescentou Pavan em comunicado.

O presidente interino da Emater/RS, Gervásio Paulus, destacou ainda que a estiagem não pode ser considerada um evento generalizado, já que não alcança todas as regiões do Rio Grande do Sul.

"Dentro de uma mesma região, as chuvas têm chegado mais em alguns municípios do que em outros", explicou, referindo-se a um dos efeitos do La Niña, que traz chuvas irregulares e escassas para os Estado do Sul do Brasil.

Nesta quinta-feira, o Ministério da Agricultura estimou que um desembolso de 1 bilhão de reais com seguro rural por conta das perdas nas lavouras de grãos geradas pela estiagem, principalmente, nos Estados da região Sul, segundo o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro.


As perdas estimadas pela Emater, no entanto, são superiores às vistas pela Agroconsult para o Rio Grande do Sul. A consultoria previu nesta quinta-feira perdas de 1,7 milhão de toneladas no Estado, para as safras de soja e milho. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.