RS faz convênio para exportar carne a partir do Uruguai


Agronegócio

RS faz convênio para exportar carne a partir do Uruguai

Por:
5 acessos

A partir dos próximos meses, as carnes gaúchas poderão chegar ao prato do consumidor internacional com um selo de qualidade emitido pelo Uruguai. O Rio Grande do Sul firmou um convênio para exportar carne a partir do país vizinho para fora do Mercosul. O anúncio foi feito no sábado, pelo presidente da Câmara da Indústria e Comércio Uruguai-Brasil, Marcino Fernandes Rodrigues.

A entidade foi uma das organizadoras da missão parlamentar e empresarial que esteve na semana passada no Uruguai. O convênio foi tratado na reunião dos gaúchos com o presidente Jorge Batlle, ocorrida na sexta-feira. "É uma grande oportunidade para o Estado aumentar as exportações de carne, aproveitando a vantagem de o Uruguai ser reconhecido como um dos grandes produtores de carnes do mercado mundial", afirma Rodrigues.

Segundo o dirigente, as carnes produzidas no Estado poderão ser processadas no Uruguai e vendidas ao mercado externo. "O produto vai ganhar valor agregado, sendo identificado com a marca do Mercosul", explica. Além disso, os gaúchos terão vantagens ao poder utilizar a estrutura uruguaia, uma vez que o país vizinho conta com 24 frigoríficos habilitados para exportação, enquanto no Rio Grande do Sul só existe um.

A parceria com o Uruguai foi uma sugestão levada pela Federação da Agricultura (Farsul), através do presidente Carlos Sperotto, presente na missão. Ainda na área agrícola, os gaúchos trataram com o presidente uruguaio a posição que o bloco terá em relação ao subsídio mundial dado ao arroz e a outros produtos, mas nenhuma decisão foi tomada. Enquanto os gaúchos acham que o ideal é aumentar as tarifas de importação vigentes no Mercosul para os produtos subsidiados, o presidente Batlle acha que o mais adequado é brigar contra a origem dos incentivos nos países que os concedem, principalmente Estados Unidos e França.

Outra novidade que os gaúchos trazem do Uruguai é o pedido do próprio presidente para que seja criada uma comissão permanente formada por empresários e parlamentares gaúchos para tratar do fortalecimento do Mercosul e do desenvolvimento das exportações entre os países do bloco. O projeto será coordenado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).

É também na Fiergs que será instalado um show-room permanente de produtos uruguaios. "Com isso pretendemos abrir novas possibilidades de exportação e parceria", diz o cônsul geral do Uruguai para a região Sul do Brasil, Oscar de Maria.

Ele conta que no dia 3 de maio o presidente uruguaio estará reunido com o governador Germano Rigotto em Bagé, e levará a solicitação para que sejam organizadas rodadas de negócios entre empresários gaúchos e uruguaios. "O Rio Grande do Sul é nosso principal parceiro dentro do Brasil, sendo responsável por 36% das nossas exportações. Temos o maior interesse em aprofundar estas relações e aproximar os setores empresariais dos dois países", destaca De Maria.

Entre os segmentos participantes da missão que já conseguiram fechar negócios durante a viagem está o da indústria plástica. O Sinplast, sindicato representativo do setor, levou aos empresários uruguaios a sugestão de utilizar embalagens brasileiras para seus produtos, com um custo bem menor. A produção brasileira é mais competitiva do que a uruguaia na área do plástico. Diversos exportadores uruguaios já demonstraram interesse pelo negócio.

Do lado uruguaio, um dos que conseguiu realizar bons contatos foi Jack Lublinski, da empresa Sweaters e Hillados Bentley. "Estou buscando parcerias no Rio Grande do Sul para aumentar as vendas dos produtos têxteis para aquele mercado, além de realizar intercâmbio de tecnologias", explica.

O balanço da missão foi feito na tarde de sábado, no hotel Conrad, em Punta Del Este. No evento, os gaúchos receberam do diretor do hotel, Edgar Feredjian, a notícia de que já existem diversos inscritos para participar da segunda edição da Semana Gastronômica de Punta Del Este. O encontro será realizado em maio, no hotel Sheraton, em Porto Alegre. Na primeira edição, a visita diária foi de 650 pessoas. "Além de divulgar a gastronomia e hotelaria de Punta Del Este, os representantes uruguaios também querem buscar novos fornecedores de insumos e produtos acabados no Rio Grande do Sul", observa De Maria.

A missão teve cunho basicamente institucional, sendo o primeiro passo para a abertura de novos canais com o Uruguai, resumiram os participantes. Nos últimos cinco anos, as exportações gaúchas para aquele mercado caíram mais de US$ 110 milhões. Em 2002, o valor das vendas do Estado para o Uruguai foi de US$ 102 milhões, a metade do volume registrado em 1998.

Participaram da viagem ao Uruguai diversos deputados gaúchos, além das entidades empresariais como Fiergs, Federasul, Fecomércio e Farsul. Além disso, esteve representado o Sinplast, a Gerdau e entidades de ensino superior do Rio Grande do Sul.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink