SAFRA 2017/18

RS já plantou 48% da soja; Paraná chega a 96%

Preocupação é o controle de plantas daninhas em pós-emergência
Por: -Leonardo Gottems
733 acessos

O relatório da Emater RS divulgado nesta quinta-feira (23.11) registra que continuam aceleradas as operações de dessecação e semeadura da nova safra, com o estado alcançando 48% da área já implantada. De acordo com a Consultoria Trigo & Farinhas, isso representa queda de quatro pontos percentuais em relação à média das cinco safras anteriores, que é de 52%.

“Em algumas situações pontuais o atraso na colheita do trigo fez com que alguns agricultores optassem por realizar o plantio logo após a dessecação dessa cultura de inverno, o que poderá trazer problemas no controle de plantas daninhas em pós-emergência, especialmente a buva, que tem apresentado resistência nos últimos anos”, aponta o analista Luiz Fernando Pacheco.

Segundo os dados, as lavouras já implantadas estão com boa germinação; porém em algumas áreas foi observado o tombamento de plântulas devido ao vento e à chuva intensa ocasional e localizada, especialmente na região das Missões e Fronteira Noroeste. No geral as lavouras são formadas com emprego de um bom nível tecnológico por parte dos produtores, o que tem propiciado excelente desenvolvimento inicial. Os preços da saca de 60 quilos estão praticamente estáveis, sendo cotados a R$ 64,01/sc 60 kg.

Paraná

O acompanhamento mensal da Secretaria de Agricultura do PR, divulgado nesta quinta-feira, registra que o estado já plantou 96% dos 5,45 milhões de hectares previstos para esta temporada. Do total já plantado, 90% estão em condições boas/excelentes, 10% em condições médias e zero por cento em condição ruim. As fases em que se encontram as lavouras são: 9% em germinação, 81% em desenvolvimento vegetativo, 9% em floração e 1% em frutificação.

“As produtividades estimadas giram entre 3.388 quilos/hectare e 3.774 kg/há e o potencial produtivo está estimado em 19,4 milhões de toneladas, praticamente igual aos 19,59 MT produzidas na safra 2016/17. Deste total, já foram negociados antecipadamente 10,6% da safra, ou seja, 2,05 milhões de toneladas, em troca (barter) dos insumos para a produção”, aponta a Trigo & Farinhas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink