RS perde liderança do agronegócio
CI
Imagem: Arquivo
LUTO

RS perde liderança do agronegócio

Tarso Teixeira era vice-presidente da Farsul e Superintendente do Incra no Estado
Por: -Eliza Maliszewski

O Rio Grande do Sul perdeu na madrugada desta segunda-feira (4) um dos nomes mais representativos do agronegócio. Tarso Teixeira faleceu de complicações da Covid-19 no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, onde estava internado há cerca de um mês. 

Teixeira tinha 69 anos. Formado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), com especialização em Estratégia e Geopolítica foi presidente do Sindicato Rural de São Sepé (RS), sua terra natal. Fundador do Núcleo de Criadores de Ovinos em São Gabriel, foi vice-presidente do Conselho Técnico da Associação Brasileira de Criadores de Ille de France, e curador da Feira de Terneiros de São Gabriel. Foi diretor industrial da Cooperativa Rural Gabrielense (Corugal) e da Cooperativa de Carnes Rio Vacacaí (Cooriva), empresa que foi proprietária da atual planta do Marfrig Group em São Gabriel.

Foi presidente do Sindicato Rural de São Gabriel de 2003 a 2019, e desde 2006 é um dos vice-presidentes da Farsul.  Atuou em conquistas como a mudança do status de São Gabriel e Santa Margarida do Sul no zoneamento agroclimático da soja, e na implantação do florestamento como matriz econômica da região.

Também exercia a função de superintendente regional do Incra no Rio Grande do Sul desde 2019 onde priorizoua titulação definitiva de áreas de reforma agrária e a articulação de parcerias com prefeituras e entidades para investimentos em infraestrutura e na cadeia produtiva dos assentamentos. À frente da equipe, a superintendência entregou títulos de domínio para cerca de 300 famílias assentadas no Estado. Ao destacar ações e projetos, ele também divulgou o cinquentenário da autarquia, comemorado no ano passado. 

O Sistema Farsul divulgou uma nota onde lamenta a perda. "Um grande defensor dos produtores rurais e do agronegócio, especialmente do direito à propriedade", diz um trecho. A Associação Brasileira de Criadores de Devon e Bravon (ABCDB) também se pronunciou por nota onde reconheceu o trabalho de Teixeira para a pecuária gaúcha e manifestou profundo pesar pela perda. A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (Fetag-RS) destacou que o dirigente estava "sempre aberto ao diálogo e mantinha canal aberto com a entidade para tratar dos temas de interesse da agricultura e da pecuária familiar".

Ele deixa esposa, três filhos e dois netos. O sepultamento será em São Gabriel.

*Atualizado em 13:45


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink