RS receberá R$ 148 milhões para irrigação
CI
Agronegócio

RS receberá R$ 148 milhões para irrigação

Primeiros projetos somam R$ 88 milhões, mas dependem de licença ambiental
Por:

O programa Pró-Água Nacional, do Ministério da Integração Nacional, deve destinar R$ 148 milhões para projetos de irrigação no Rio Grande do Sul. A expectativa do Estado é que os dois primeiros convênios, de R$ 88 milhões, incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), sejam assinados ainda neste semestre. A intenção do secretário extraordinário de Irrigação, Rogério Porto, é que o recurso seja investido na construção das barragens nos arroios Taquarembó e Jaguari. Também é esperada a liberação de mais R$ 60 milhões a partir de 2008, que deverão ser destinados às barragens da Ferraria e Piraizinho.

Mas para que o RS assine convênio com a União e consiga iniciar as obras, deve ter o licenciamento da Fepam. O motivo levou Porto a entregar, ontem, o pedido à secretária do Meio Ambiente, Vera Callegaro. Segundo ele, a previsão é que a liberação saia até o dia 28 e que as construções se iniciem em outubro. As duas primeiras barragens serão responsáveis pelo acúmulo de 300 milhões de metros cúbicos de água, volume "que permitirá a irrigação de 80 mil ha de culturas agrícolas e resolverão, inicialmente, os problemas de abastecimento em Dom Pedrito e Rosário do Sul", conforme o secretário. Vera Callegaro afirmou que o projeto "diminuirá o impacto sobre os mananciais de água". O Estado, juntamente com a iniciativa privada, deverá aplicar R$ 45 milhões na realização das obras.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink