Rússia aumenta estimativa de exportação de grãos
CI
Imagem: Divulgação
MUNDO

Rússia aumenta estimativa de exportação de grãos

O governo originalmente previu 45 milhões de toneladas de grãos a serem exportadas
Por: -Leonardo Gottems

A Rússia aumentou suas estimativas de exportação de grãos para a temporada de comercialização de 2020-21 para 50 milhões de toneladas, informou a Reuters. O governo está preparando sua cota de exportação para o período de janeiro a junho, visto que a situação mudou desde o auge da pandemia do coronavírus (COVID-19) na primavera. Uma grande colheita, aumento dos preços internos e enfraquecimento do rublo estão sendo considerados como um novo mecanismo de cotas de exportação a ser avaliado. 

O governo originalmente previu 45 milhões de toneladas de grãos a serem exportadas na temporada de comercialização de 2020-21, que vai de 1 de julho de 2020 a 30 de junho de 2021, informou a Reuters. Victoria Abramchenko, a vice-primeira-ministra, disse às agências de notícias russas que “estamos mantendo nossas posições de liderança no mercado global de grãos e essa tendência vai continuar”. Desde 1º de julho, a Rússia exportou 14 milhões de toneladas de grãos, informou a Reuters. 

Ainda sobre a Rússia, de acordo com o El País, França e Alemanha podem propor sanções contra a Rússia pelo envenenamento de Alexei Navalni, um opositor ao governo que relatou ter sido envenenado por autoridades russas. “A Rússia não forneceu uma explicação confiável até agora. Neste contexto, consideramos que não há outra explicação plausível a não ser o envolvimento e a responsabilidade russa”, afirmam os ministros das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, e da França, Jean Yves Le Drian, em nota conjunta. 

“Houve uma tentativa de assassinato em solo russo, contra um oposicionista russo, usando um agente nervoso desenvolvido pela Rússia”, disseram. “Extraindo as conclusões necessárias desses eventos, a França e a Alemanha compartilharão com seus parceiros europeus propostas de sanções adicionais”, acrescentam. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink