Sacrificados suínos transportados ilegalmente
CI
Imagem: Pixabay
SANIDADE

Sacrificados suínos transportados ilegalmente

Medida no Tocantins visa preservar a sanidade local contra a Peste Suína Clássica
Por: -Eliza Maliszewski

Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), identificou, nesta segunda-feira (15), um caminhão com mudança e oito suínos transportados ilegalmente do Pará para Goiás. O estado é declarado não livre da Peste Suína Clássica (PSC), por isso o trânsito é proibido por áreas livres internacionlmente, como o caso do Tocantins. 

Os animais foram sacrificados com o apoio da Polícia Militar e da Prefeitura Municipal do município de Talismã, porta de entrada pelo Sul.

A PSC não é transmitida ao homem. Porém, a ocorrência de um foco implicaria em grandes perdas econômicas e repercussões sociais com o sacrifício de animais, interrupção das atividades das granjas, redução imediata da produção de carne, restrição comercial de países importadores de animais, carnes, produtos e subprodutos de origem animal, bem como de produtos agrícolas como a soja e o milho, já que alguns mercados só importam os vegetais de área livre da PSC.

Segundo o Ministério da Agricultura, a área livre para PSC do país inclui três zonas, abrangendo o Distrito Federal e 15 estados (RS, SC, PR, MG, SP, MS, MT, GO, RJ, ES, BA, SE, TO,  RO e AC).
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink