Safra 21/22 de soja deverá subir 4%
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
RECORDE

Safra 21/22 de soja deverá subir 4%

Com isso são esperadas 142.7 milhões de toneladas, novo crescimento
Por: -Eliza Maliszewski

A safra brasileira de soja deverá apresentar, na temporada 2021/22, crescimento na área plantada de 3,7% em comparação à safra anterior, atingindo 40.3 milhões de hectares, enquanto a produção passará a atingir 142.7milhões de toneladas, um aumento de 4% em relação à safra anterior. Os dados são do 3º Levantamento de Safra, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A questão climática no Brasil, que comprometeu o desempenho das safras e que tanto preocupou o produtor rural na safra passada, em contraposição ao quadro atual, é apontada como um dos fatores determinantes para as expectativas otimistas neste ciclo. Externamente, os preços apresentam tendência de crescimento graças ao movimento de recomposição dos estoques por parte de diversos países e ao aquecimento da demanda por grãos, principalmente os destinados para ração animal. Este cenário dá suporte ao otimismo observado nesta temporada.

Oferta e demanda

As exportações de 2021 deverão ser 85,79 milhões de toneladas. Ainda para safra 2020/21, a Conab estima um aumento da estimativa de exportações de óleo de soja, que passa de 1,4 milhão de toneladas para 1,66 milhão de toneladas, o motivo do aumento foi o firme volume exportado de novembro de 2021 e expectativa de elevada exportação em dezembro do mesmo ano. Usualmente não é esperado um aumento significativo de exportação de óleo de soja nos últimos dois meses do ano civil, todavia, com a redução da mistura de biodiesel esperada de B13 e B14 para os meses de novembro de 2021 e dezembro de 2021, as indústrias elevaram suas exportações contrapondo a expectativa de uso interno para biodiesel. E, assim, com a expectativa de aumento da expectativa de exportação de óleo de soja para a safra 2020/21, os esmagamentos deverão ser de 48,38 milhões de toneladas, e os estoques finais deverão ser de 4,48 milhões de toneladas.

Para a safra 2021/22, além do aumento de estimativa de produção, há uma alteração de estimativa de uso de óleo de soja que era estimado como B11 (média de 2021) e passa para B10 em 2022, por este motivo, o consumo de óleo de soja passa de 8,58 milhões de toneladas para 8,12 milhões de toneladas. Motivado ainda pela redução de consumo interno, as exportações de óleo de soja também sofrem alterações, passando de 1,1 milhão de toneladas para 1,53 milhão de toneladas na safra 2021/22.

Sendo assim, a estimativa de esmagamentos, para a safra 2021/22, passam a vigorar com o número de 48,48 milhões de toneladas, antes 47,05 milhões de toneladas. A estimativa de exportação também sofre alteração, passando de 89,92 milhões de toneladas para 90,67 milhões de toneladas, motivada pelo aumento da estimativa de produção para a safra 2021/22. Com isto, o estoque final da safra 2021/22 passa de 9,29 milhões de toneladas para 5,29 milhões de toneladas, motivado principalmente pelas alterações de esmagamento e exportações em 2021.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.